Apple vê número de violações aumentar em seu Relatório Anual de Responsabilidade com Fornecedores

Photo of Apple vê número de violações aumentar em seu Relatório Anual de Responsabilidade com Fornecedores
Facebook
VKontakte
share_fav
Relatório anual de responsabilidade com fornecedores da Apple

Como tradicionalmente faz, a Apple liberou nesta semana o seu Relatório Anual de Responsabilidade com Fornecedores [PDF]. Trata-se do 12º relatório da empresa, o qual detalha o progresso que ela está fazendo para melhorar as condições de trabalho nas instalações de parceiros, proteger o planeta e garantir o abastecimento responsável.

Segundo a Apple, desde 2007, quase 15 milhões de funcionários de fornecedores foram treinados a respeito dos seus direitos, incluindo 3 milhões apenas no ano passado.

Elevar constantemente o nível, encontrar problemas e consertá-los, proporcionar oportunidades de avanço e relatórios transparentes são fundamentais para os esforços de responsabilidade de fornecedores da Apple.

Meio ambiente

A Apple obteve avanços no seu esforço de criar uma cadeia de suprimentos mais ecologicamente correta. Segundo a empresa, todos os locais de montagem final de iPhones, em todo o mundo, são certificados como locais que produzem zero lixo para aterros sanitários. Paralelamente, mais produtos da Apple foram feitos com energia renovável — ao mesmo tempo em que reduzem o consumo geral de energia e as emissões de carbono.

Relatório anual de responsabilidade com fornecedores da Apple

Os fornecedores que trabalham com a Apple também implementaram melhorias de eficiência energética as quais reduziram em mais de 320 mil toneladas métricas anualizadas as emissões de gases de efeito estufa em 2017.

Programas de educação em saúde

No ano passado, a Apple lançou um programa para ajudar a melhorar a conscientização da saúde das mulheres que trabalham para as parceiras, de modo que elas fiquem mais preparadas/conscientizadas, compartilhando esses conhecimentos com as suas famílias e comunidades.

O programa começou em instalações na Índia e na China, e fornece informações e acesso a serviços, incluindo o auto-exame para detecção precoce de câncer, nutrição, cuidados pessoais e saúde materna. A Apple pretende atingir 1 milhão de mulheres que trabalham para a sua rede de fornecedores em todo o mundo até 2020.

Acreditamos que todos os fabricantes de produtos da Apple merecem ser tratados com dignidade e respeito, e estamos orgulhosos de que quase 15 milhões de pessoas compreendem os seus direitos no local de trabalho como resultado do trabalho que fizemos ao longo dos anos. Vamos além com programas de educação em saúde e novas oportunidades para o avanço em nossos fornecedores. Um novo currículo preventivo de cuidados de saúde está incentivando as mulheres a se concentrarem em sua saúde pessoal e, eu espero, a compartilharem esse conhecimento com as suas famílias e comunidades. Nosso objetivo é chegar a 1 milhão de mulheres até 2020. Sabemos que o nosso trabalho nunca está completo e estamos empenhados em elevar o nível todos os anos, em toda a cadeia de suprimentos.

Jeff Williams, COO da Apple.

Educação

Além disso, a Apple trabalhou com alguns dos seus grandes fornecedores e a Universidade Normal de Pequim (considerada uma das mais prestigiadas e também uma das mais antigas instituições de ensino superior da China) em um novo programa para enfrentar desafios que recrutam líderes de linha de fábrica qualificados.

Relatório anual de responsabilidade com fornecedores da Apple

O programa Factory Line Leader faz a ponte entre habilidades e o empregador, fornecendo habilidades profissionais práticas e estágios garantidos em um fornecedor da Apple, bem como oportunidades de emprego a longo prazo. Nos últimos 10 anos, mais de 2,5 milhões de empregados de fornecedores tiveram aulas de educação, as quais vão desde habilidades linguísticas até desenvolvimento de software; 12 mil se formaram com um diploma.

Auditorias

Em 2017, a Apple realizou 756 auditorias (contra 705 em 2016) abrangendo 30 países e cobrindo fornecedores representando 95% do gasto total da empresa. Dessas 756 auditorias, 197 foram feitas em fornecedores novos/que nunca haviam sido auditados.

Segundo a Apple, seus esforços para aumentar os padrões estão tendo um impacto dramático, com o número de instalações de baixo desempenho (de acordo com o Código de Conduta da Apple) diminuindo para apenas 1% (em 2016, eram 3%); por outro lado, ela viu o número de instalações de alta performance pular para 35%; de modo geral, os fornecedores ganharam uma nota 86/100.

Relatório anual de responsabilidade com fornecedores da Apple

A Apple descobriu 44 violações fundamentais nas instalações de fornecedores, incluindo 3 violações de trabalho forçado, 38 violações de falsificações em horas de trabalho (o que fez a conformidade com a regra de 60 horas semanais cair para 94%, frente aos 98% de 2016), 1 violação de restrição de acesso e 2 casos de trabalho de menores de idade.

Em um incidente específico, a Apple disse que 700 trabalhadores nas Filipinas pagaram um total de US$1 milhão em taxas de recrutamento — a Apple fez a empresa devolver esse dinheiro. Essas violações aumentaram em relação ao ano passado, e a explicação da Maçã para isso é que ela passou a trabalhar com novos fornecedores durante o ano de 2017.

Minerais provenientes de zonas de conflito

Junto ao Relatório Anual de Responsabilidade com Fornecedores, a Apple disponibilizou também o Relatório Anual de Minerais de Conflito [PDF] para a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.

Nele, a Apple afirmou ter auditado 100% das empresas que trabalham com esse tipo de material; por falhar nas auditorias, 10 fábricas/refinarias foram cortadas e não trabalham mais com a Maçã; outras 6 também pararam de trabalhar com a Apple — estas de forma indireta, já que foram cortadas pelos fornecedores da firma de Cupertino.

Outros relatórios

Aos interessados, a Apple também publicou os relatórios abaixo:

  1. Esforços para Combater o Tráfico de Seres Humanos e a Escravidão
  2. Especificação de Substâncias Reguladas
  3. Lista de Fábricas e Refinarias
  4. Código de Conduta do Fornecedor
  5. Lista de Fornecedores
  6. Normas de Responsabilidade do Fornecedor

· • ·

Ainda segundo a Apple, ela é a empresa que mais se aprofunda na cadeia de suprimentos para encontrar problemas e corrigi-los — e, a cada ano, fará mais para aumentar o nível e proteger as pessoas que fabricam produtos com a marca da Maçã, bem como o planeta.

via MacRumors, AppleInsider

ver Mac Magazine
#índia
#auditoria
#fornecedores
#responsabilidade
#pdf
#relatório
#auditorias
#apple
#saúde
#china
#educação