“Mais uma vez o povo contra o povo”: as vozes das favelas na primeira semana da intervenção no Rio

Photo of “Mais uma vez o povo contra o povo”: as vozes das favelas na primeira semana da intervenção no Rio
Facebook
VKontakte
share_fav

Apesar das tropas ainda estarem oficialmente agindo dentro do decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), em vigor desde julho passado, a intervenção federal decretada pelo presidente Michel Temer (PMDB) já é uma realidade para Wellington e outros moradores de favelas do Rio. Além da Vila Kennedy, 3.200 homens e mulheres das Forças Armadas e da Polícia Civil também estiveram nas vizinhas Vila Aliança e Coreia nesta sexta. O saldo foi de 27 pessoas detidas. Na terça estiveram na comunidade Kelson (Zona Norte), onde detiveram quatro, e em rodovias. Já outras favelas, como o Complexo da Maré e o Dona Marta, viveram tiroteios entre policiais e traficantes. A crise de segurança, que resultou na morte de 6.731 pessoas no ano passado do Rio — uma taxa de 40 mortes por 100.000 habitantes — segue em pleno vapor.

ver El País
#narcotráfico
#estado rio de janeiro
#defesa
#luiz fernando pezão
#intervenção federal
#favelas
#forças armadas
#polícia militar
#urbanismo
#pobreza
#forças armadas brasileiras
#administração pública
#problemas sociais
#américa
#michel temer
#sociedade
#rio de janeiro
#américa do sul
#walter braga netto
#brasil