Como ter mais sorte: quatro chaves segundo a ciência

Photo of Como ter mais sorte: quatro chaves segundo a ciência
Facebook
VKontakte
share_fav

Nem bater na madeira nem cruzar os dedos funciona. Se você quer ter mais sorte, a ciência descobriu o caminho. Pelo menos essa é a conclusão do professor Richard Wiseman, da Universidade de Hertfordshire no Reino Unido. Sua pesquisa começou com uma pergunta simples: como é possível que algumas pessoas estejam no lugar certo no melhor momento para que lhes aconteçam coisas positivas enquanto outras parecem arrastar a má sorte consigo? Como bom cientista social, Wiseman realizou vários experimentos para encontrar a resposta. Pediu a um grupo de voluntários que se classificassem de acordo com seu nível de sorte e que participassem de diversos testes. Um deles era um experimento muito simples: tinham de contar quantas imagens viam em um jornal. No meio do jornal, e sem que os participantes soubessem a priori, havia uma mensagem fácil de ler que dizia: “Diga ao pesquisador que viu isto e ganhe 250 libras”. As pessoas que consideravam que tinham sorte, paravam de contar e liam em voz alta a mensagem do jornal para receber o dinheiro. Fácil assim. Entretanto, aquelas que previamente não se consideravam sortudas, ficavam tensas e inclusive chegavam a não dizer nada. Aquele resultado inspirou a ideia central da sua pesquisa: a sorte é uma questão de atitude. “A maioria das pessoas simplesmente não está aberta ao que as rodeia”, diz Wiseman. Além disso, ele acredita que só 10% de nossa existência é aleatória, os 90% restantes são definidos por nossa maneira de encarar o que não acontece. Portanto, são boas notícias. Se quisermos ter mais sorte, temos de começar a partir de nós mesmos, pensando de um modo mais amável.

ver El País
#emoções
#psicologia
#bem-estar
#estilo vida
#sociedade