Tudo que sabemos sobre o casal bilionário encontrado morto em sua mansão

Photo of Tudo que sabemos sobre o casal bilionário encontrado morto em sua mansão
Facebook
VKontakte
share_fav

Matéria originalmente publicada na VICE Canadá.

A polícia disse que os corpos de Barry e Honey Sherman, um casal de Toronto com uma fortuna de quase US$ 5 bilhões e conhecido por sua filantropia, foram encontrados pendurados numa grade que cercava sua casa da piscina na manhã de sexta-feira.

Segundo o Globe and Mail, o casal, que ganhou milhões com a indústria farmacêutica, foi descoberto por um corretor de imóveis que estava preparando a mansão de milhões de dólares deles para uma open house na manhã de sexta. O Globe afirma que não havia bilhete ou qualquer coisa explicando as mortes ou sinal de entrada forçada.

Um porta-voz da Polícia de Toronto não confirmou a informação contida na matéria do Globe para a VICE, mas numa declaração à imprensa eles confirmaram que a homicídios está investigando as mortes, que considera “suspeitas”. Uma autópsia confirmou que as mortes foram causadas por “compressão no pescoço”.

O casal tinha uma fortuna avaliada em US$ 4,16 bilhões e Barry Sherman foi listado como a 13ª pessoa mais rica do Canadá em 2016, segundo o Canadian Business. Barry Sherman, de 75 anos, era fundador da Apotex Inc, uma gigante farmacêutica que produz uma variedade de medicação genérica para várias doenças. O casal, especialmente Honey, de 70 anos, era conhecido por sua filantropia, apoiando muitas causas durante os anos.

O Toronto Star, outro meio de comunicação, se referiu às mortes como um possível caso de “assassinato seguido de suicídio”, mas amigos e familiares de Sherman declararam que isso seria “impossível”. A família, que divulgou uma declaração no sábado, chamou as fontes da polícia do Globe and Mail que especularam sobre isso de “irresponsáveis”.

“Nossos pais compartilhavam um entusiasmo com a vida e eram comprometidos com sua família e comunidade, totalmente inconsistente com os rumores circulando na mídia sobre as circunstâncias cercando suas mortes”, a família disse numa declaração na noite de sábado.

“Estamos chocados e achamos irresponsável fontes da polícia darem à mídia uma teoria que nem a família, nem amigos ou colegas acreditam ser verdade.”

No sábado, a Apotex prestou uma homenagem ao seu fundador no site, declarando que Sherman começou a empresa como uma operação de duas pessoas em Toronto e a fez crescer para uma gigante global com mais de 11 mil empregados, além de mencionar sua filantropia.

“Sherman abraçava as obrigações que vinham com o sucesso”, diz a declaração. “Como testemunho disso, a Apotex dá apoio significativo a várias organizações de caridade e grupos comunitários do Canadá e do mundo, e investe em universidades onde a maioria de seus empregados se formaram.”

A declaração também diz que a Apotex doou mais de US$ 50 milhões nos últimos dez anos. Homenagens começam a surgir para Barry e Honey Sherman, incluindo do primeiro-ministro canadense, que tuitou seus pêsames para a família do casal. A senadora Linda Frum chamou o casal de “alguns dos membros mais gentis e amados da comunidade judaica canadense”.

Siga o Mack Lamoureux no Twitter.

ver Vice Brasil
#canada
#news
#murder