Com IPO, a BR Distribuidora tem combustível para crescer?

Photo of Com IPO, a BR Distribuidora tem combustível para crescer?
Facebook
VKontakte
share_fav

A sexta-feira é dia de uma grande estreia na bolsa. A BR Distribuidora deve fazer uma oferta inicial de ações (IPO) que pode chegar a 5,02 bilhões de reais, com a Petrobras vendendo 29% de sua participação na companhia. O IPO deve ser o maior da bolsa desde 2013.

As ações foram precificadas no piso da faixa indicativa, de 15 a 19 reais. A venda de 4,36 bilhões de reais já foi garantida e outros 655 milhões de reais se referem a um lote extra que pode ser vendido nos próximos dias.

Conforme EXAME havia publicado no fim de semana, a precificação no piso da faixa era esperada por analistas que acompanham o setor por entender que falta clareza.

Sobram dúvidas dos potenciais novos acionistas quanto à gestão da companhia, seu potencial de crescimento e de ganho de eficiência.

A BR Distribuidora é vista, dentro da Petrobras, como a joia da coroa da empresa. Mas, no mercado, seu preço está saindo com um desconto em relação aos competidores.

O preço avalia a empresa em 21,3 bilhões de reais, um valor equivalente a 7,1 vezes a geração de caixa nos últimos 12 meses. A Ultrapar, dona da concorrente Ipiranga, tem um valor equivalente a 11,5 vezes sua geração de caixa.

A esperança de investidores é que a BR Distribuidora adote uma postura mais agressiva para convencer postos de bandeira branca, que ainda correspondem a 42,2% no total de postos do país.

A companhia estima que 44% dos 17.128 postos de bandeira branca têm potencial para serem convertidos em postos de grandes marcas, e que uma parcela importante deles pode entrar para sua rede.

“A BR Distribuidora terá que provar ao mercado que consegue executar o plano previsto”, diz um executivo do setor. A ver se a empresa terá combustível suficiente para isso.


Arquivado em:MERCADOS
ver EXAME
#ações
#mercados
#br distribuidora
#exame hoje