De ‘X-men’ a ‘Os Simpsons’, as marcas que a Disney compra da Fox

Facebook
VKontakte
share_fav

Um peixe grande engole outro peixe grande. Assim poderia ser definida a compra feita pela Disney, por 44,3 bilhões de dólares, da 21st Century Fox, o braço de entretenimento do grupo de Rupert Murdoch que dedica um apreço especial à área da ficção cinematográfica e de televisão. Um acordo para dominar todo o conjunto e, com isso, colocar de cabeça para baixo o ecossistema de majors de Hollywood. Após décadas de uma paisagem em que predominavam seis grandes estúdios dirigidos por megacorporações – as big six, como são conhecidas em inglês –, o negócio poderia se transformar agora em uma brincadeira de cinco, com um gigante à frente: a Disney, que, graças ao seu domínio sobre as grandes bilheterias familiares e de franquias, vem liderando o grupo há dois anos. Mas a Fox, que disputa todos os anos o terceiro posto, não deverá ficar para trás em termos de poder e história.

ver El País
#meios comunicação
#marvel
#séries tv
#x-men
#séries americanas
#indústria cinematográfica
#avatar
#alien
#produção cinema
#produção audiovisual
#os simpsons
#desenhos animados
#série animação
#walt disney productions
#filmes
#grupo comunicación
#sagas filmes
#netflix
#cinema
#robert iger