Juíza manobrou com a PF para decretar a condução coercitiva na invasão da UFMG

Photo of Juíza manobrou com a PF para decretar a condução coercitiva na invasão da UFMG
Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Justiça
Luis Nassif

A juíza Raquel Vasconcelos Alves Lima, da 9ª Vara Criminal Federal de Belo Horizonte, manobrou com a Polícia Federal no episódio da condução coercitiva da diretoria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O Ministério Público Federal era contrário à medida, por considerar a condução coercitiva desnecessária no caso concreto. E inútil, pois estavam sendo apurados crimes no âmbito da administração pública, que deixam vestígios e registros em papel e bancos de dados. Faria muito mais sentido arrecadar documentos e depois interrogar os investigados.

A medida da condução coercitiva foi concedida no dia 4 de dezembro. O MPF somente foi intimado no final da tarde do dia 5 de dezembro. Mas a polícia executou a medida na manhã do dia 6 de dezembro, justamente para não dar tempo suficiente para o MPF recorrer e adotar alguma medida capaz de impedir a condução coercitiva.

Imagens para texto

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#luis nassif
#arbítrio
#abuso
#mpf
#operação esperança equilibrista
#conluio juiza e pf
#juiza federal raquel vasconcelos alves lima