Eleição do Santos é marcada por confusões e atritos entre chapas

Facebook
VKontakte
share_fav

Santos define seu presidente para gestão entre 2018 e 2020 (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

O clima nos entornos da Vila Belmiro não parece nada pacífico no dia das eleições do Santos Futebol Clube. Neste sábado, o clube paulista define seu novo presidente para a gestão de 2018 a 2020, mas a votação segue com clima tenso, muito por conta das polêmicas envolvendo as urnas nove e dez, caracterizadas por cerca de 2000 sócios, possivelmente “fantasmas”, que aderiram ao clube no período limite para participar do pleito.

Veja mais: Com clima tenso, santistas escolhem novo presidente neste sábado

Até o momento, nenhum evento de maior gravidade foi registrado, mas pequenas confusões e atritos entre os próprios candidatos tomam conta das eleições santistas. Outro grande problema durante a votação que definirá o novo presidente é a demora no pleito. Alguns sócios alegaram uma espera de cinco horas para votar, principalmente nas urnas nove e dez, que estão sendo mais vistoriadas.

Candidatos da oposição seguem se protegendo de qualquer problema e fazem questão de fiscalizar os votantes que entraram no período limite para o pleito. “O pessoal da segurança me impediu de filmar pelo celular os votantes suspeitos das urnas 10 e 9. Só esperamos que ocorra tudo bem. Caso perdemos, algo que não faz parte dos nossos pensamento, continuaremos lutando pelo melhor para o Santos”, disse Orlando Rollo, vice candidato da chapa “Somos Todos Santos”.

Buscando a reeleição, Modesto Roma Júnior se mostrou bastante confiante na vitória e criticou a postura adotada pelos concorrentes. “Querem criar factoides, se vitimizar. Mas tudo bem. Querem fazer pressão e justificar as coisas erradas que estão fazendo. Nós só queremos fazer o Santos ainda mais gigante”, explicou o atual presidente e candidato à reeleição pela chapa “Santos Gigante”.

“Lamentar. Estamos andando para trás. Aqui acontecem coisas que não deveriam mais acontecer. Por isso que eu quero implantar o voto à distância”, revelou Nabil Khaznadar, candidato da chapa “O Santos Que Queremos”, questionado sobre a polêmica das urnas nove e dez, além dos possíveis sócios “fantasmas” que marcaram o período eleitoral santista.

O post Eleição do Santos é marcada por confusões e atritos entre chapas apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

ver Gazeta Esportiva
#modesto roma
#josé carlos peres
#peixe
#orlando rollo
#eleição santos
#andres rueda
#nabil khaznadar
#eleições santos