‘Me chame pelo seu nome’ catapulta Armie Hammer na corrida pelo Oscar

Photo of ‘Me chame pelo seu nome’ catapulta Armie Hammer na corrida pelo Oscar
Facebook
VKontakte
share_fav

Um dos sentidos que hammer possui em inglês é o verbo “pregar”. Conhecendo a pouca inspiração da profissão jornalística em geral, não é de estranhar que Armie Hammer tenha sido alvo de piadas que aludem a uma carreira “pregada”, que nunca consegue decolar. E pela irregularidade de sua filmografia, não faltam razões para suspeitar de seu futuro no mundo do cinema. O intérprete de A Rede Social sempre foi um membro destacado do clube dos que “parecia que ia”, formado por aqueles atores que conseguiram certa relevância graças a um projeto determinado, com sintomas de talento e carisma, mas que não conseguiram chegar na lista A de Hollywood. Matt Bomer, Ian Somerhalder, Garrett Hedlund, James Mardsen, Chace Crawford, Orlando Bloom… Você pode continuar. Outros, como os Ryan (Gosling e Reynolds), conseguiram sair do poço nos últimos tempos e agora Hammer pretende se juntar a eles. O salvo-conduto? Seu protagonista no drama Me Chame Pelo Seu Nome, o último do italiano Luca Guadagnino, sensação no Festival de Sundance e primeiro grande candidato para os próximos Oscar. Mas esta história de sucesso não teria sido possível sem vários fracassos retumbantes. Esta é a cronologia dele.

ver El País
#cinema dos estados unidos
#indústria cinematográfica
#direitos civis
#ativismo
#grupos sociais
#orgulho gay
#ativismo lgtbiq
#cinema
#lgtbiq
#hollywood