Acusado de sedição, presidente destituído da Catalunha se refugia na Bélgica

Photo of Acusado de sedição, presidente destituído da Catalunha se refugia na Bélgica
Facebook
VKontakte
share_fav

O ex-presidente da Generalitat (Governo catalão) Carles Puigdemont viajou para Bruxelas (Bélgica) a partir de Marselha (França) acompanhado de cinco ex-secretários de seu Governo, informou a agência de notícias EFE. Puigdemont e os ex-membros de seu Executivo foram de carro da Catalunha até Marselha e, nessa cidade, pegaram um avião até a capital belga. Os cinco ex-secretários que acompanham Puigdemont são Meritxell Borràs, que ocupava a pasta de Governo (PDeCAT); Antoni Comín, ex-responsável pela Saúde (ERC); Joaquim Forn, que cuidava do Interior (PDeCAT); Dolors Bassa, que cuidava de Trabalho e Assuntos Sociais (ERC); e Meritxell Serret, que ocupava a pasta de Agricultura, Pecuária, Pesca e Alimentação (ERC). A viagem veio a público poucas horas depois de o procurador-geral do Estado, José Manuel Maza, ter anunciado a existência de uma ação judicial formal contra Puigdemont e todos os ex-membros do Governo catalão por crime de rebelião, sedição e desvio de dinheiro público.

ver El País
#generalitat catalunha
#comunidades autónomas
#política autonómica
#administração autônoma
#legislación autonómica
#carles puigdemont
#referendo sobre a independência da catalunha 2017
#gobierno autonómico
#autodeterminação
#dui
#ley referéndum cataluña
#referendo