Lançamento dividido: expectativa alta e problemas na produção do iPhone X; supostas vendas fracas dos iPhones 8/8 Plus

Photo of Lançamento dividido: expectativa alta e problemas na produção do iPhone X; supostas vendas fracas dos iPhones 8/8 Plus
Facebook
VKontakte
share_fav
iPhones X, 8 Plus e 8

O iPhone X está chegando — e, com ele, uma leva enorme de perguntas e questionamentos envolvendo a estratégia da Apple para com a sua linha de smartphones atuais. Angela Ahrendts, chefonas das lojas da Maçã, resolveu acabar logo com uma delas numa entrevista para a CNBC focada na nova loja da empresa em Chicago, a Apple Michigan Ave.

Falando um pouco sobre a loja e a estratégia da empresa para o seu mais novo local de compras e experiências em Chicago (um amplo espaço que pode ser moldado e organizado de acordo com as necessidades dela — hoje ela está num formato, mas amanhã, se a Apple por um acaso começar a vender carros, por exemplo, poderá ser configurada de uma forma totalmente diferente sem precisar passar por grandes obras), Ahrendts comentou também o posicionamento relacionado ao iPhone X repassado para os empregados.

Segundo a vice-presidente sênior de varejo, todos estão devidamente informados que não devem tentar “empurrar” o iPhone X (o flagship e, consequentemente, o aparelho mais caro da Maçã atualmente) para clientes.

Internamente, dissemos que o slogan era “um iPhone para todos”. Eu prefiro que perguntemos para quem você está comprando. Se eles têm 6 ou 7 anos, o que eles precisam? Se é alguém que se inclina para outra coisa, o que eles precisam? Nós fazemos isso com o Mac, fazemos isso com o iPad, por que não faríamos isso com o [telefone]?

A ideia, claro, é aproveitar a extensa linha atual (composta por oito aparelhos: X, 8, 8 Plus, 7, 7 Plus, 6s, 6s Plus e SE) e direcionar o cliente ao modelo mais propício para ele.

O estoque inicial do iPhone X

Há, porém, outro possível motivo de preocupação que faria a Apple adotar essa estratégia de não “empurrar” o iPhone X para qualquer cliente: a falta de aparelhos.

O “famoso” analisa Ming-Chi Kuo, da KGI Securities (sempre por dentro das novidades do mundo Apple), informou que a Apple ainda está encontrando muita dificuldade na produção do dispositivo, mas que em breve os contratempos farão parte do passado.

De acordo com o analista, são três problemas enfrentados pelas parceiras da Apple: 1. a placa de circuito impresso flexível para a antena do dispositivo (devido ao aumento da complexidade e da incapacidade da Murata, fornecedora da Apple, de encontrar a cadeia de suprimentos inicial para atender às especificações); 2. a placa de circuito impresso flexível para a lente da câmera traseira grande angular (ao contrário dos smartphones de câmera dupla da concorrência, as lentes do iPhone X usam placas separadas e o fornecedor, Interflex, estaria lutando contra problemas de qualidade na peça destinada à lente grande angular); 3. e o projetor de pontos infravermelhos da câmera TrueDepth (de acordo com Kuo, problemas de design anteriores que levaram a um reconhecimento facial fraco finalmente foram resolvidos).

Devido a tudo isso, as previsões de Kuo ficaram assim: 25-30 milhões de unidades produzidas no quarto trimestre do ano (uma redução da aposta inicial de 30-35 milhões dele próprio); o grande problema, contudo, seria o estoque inicial do aparelho para a pré-venda que se inicia na semana que vem: apenas 2-3 milhões de unidades. A oferta só se equiparará com a demanda, nas palavras de Kuo, no primeiro trimestre de 2018.

Encontro entre Jeff Williams e Terry Gou

Ainda que as projeções futuras possam ser boas para a produção do iPhone X, tudo indica que os problemas atuais estão mesmo tirando o sono do pessoal de Cupertino. A prova disso seria um encontro, segundo informou o Nikkei Asian Review, que acontecerá entre Jeff Williams (vice-presidente sênior de operações da Apple) e Terry Gou (CEO da Foxconn).

Apresentação do Apple Watch Series 3 (GPS + Cellular)

Jeff Williams apresentando o Apple Watch Series 3 (GPS + Cellular)

A tal reunião deverá acontecer no fim do mês e terá como ponto central os diversos problemas atrelados à produção do iPhone X e as possíveis formas de remediá-los. Williams também visitará Taiwan para o 30º aniversário da TSMC, atualmente a única fornecedora do processador A11 Bionic — no ano passado, lançamento dos iPhones 7/7 Plus, tanto a TSMC quanto a Samsung ficaram responsáveis pela produção do chip A10 Fusion.

A Foxconn é atualmente a única montadora do iPhone X, enquanto as suas subsidiárias Sharp e LG Innotek são responsáveis por montar os módulos de sensor 3D das câmeras. E, apenas esclarecendo: ainda que a Apple esteja mesmo conseguindo remediar os problemas de produção do iPhone X aos poucos, essa produção ainda não teria atingido um nível satisfatório para a empresa (por isso, essa reunião).

Expectativa do iPhone X; vendas fracas dos iPhones 8/8 Plus

Ao menos foi o que informou a maior operadora canadense parceira da Apple, a Rogers:

O que estamos vendo é uma espécie de apetite anêmico para o iPhone 8.

De acordo com a Reuters, Joe Natale (presidente da telecom) afirmou na conferência de resultados financeiros da empresa que está vendo pouca demanda pelo iPhone 8, gerando preocupações com as perspectivas de vendas do dispositivo.

iPhone 8? Na Apple Union Square não havia nenhum disponível para compra — apenas alguns modelos do Plus e olhe lá… #MMTourVI

Uma publicação compartilhada por MacMagazine.com.br (@macmagazine) em

Ainda segundo Natale, os clientes estão interessados no iPhone X, mas também há uma preocupação com ele por conta do maior preço do aparelho e dos supostos estoques bem baixos.

A Apple teria até mesmo, também de acordo com a Reuters, diminuído a produção dos iPhones 8/8 Plus em 50% para novembro/dezembro, a fim de se ajustar ao apetite do público — esta seria a primeira vez na história do iPhone que um novo modelo enfrenta um grande corte menos de três meses após o início da produção em massa; ainda assim, esta também é a primeira vez que a Apple lança três aparelhos novos e topos-de-linha, então tudo agora é motivo de apreensão e especulação.

· • ·

Todas essas perguntas serão respondidas em breve, tanto no lançamento do iPhone X quanto na conferência para os resultados do primeiro trimestre fiscal da Apple (que engloba as vendas do fim do ano), a ser realizada no fim de janeiro/início de fevereiro de 2018.

via MacRumors: 1, 2, 3, 4

ver Mac Magazine
#rumores
#lançamento
#telefonia
#produção
#ming-chi kuo
#iphone 8
#expectativa
#foxconn
#câmera
#analista
#iphone 8 plus
#jeff williams
#terry gou
#iphone x
#aposta
#gadgets
#angela ahrendts
#vendas
#truedepth