Banana grátis e jardim para cães: os ‘mimos’ aos funcionário na Amazon

Photo of Banana grátis e jardim para cães: os ‘mimos’ aos funcionário na Amazon
Facebook
VKontakte
share_fav

A Amazon apostou desde o começo em permanecer no centro de Seattle, bem próxima da icônica antena espacial e do museu da música financiado por Paul Allen, um dos fundadores da Microsoft. O Google e o Facebook montaram escritórios à sua volta, fazendo do centro de Seattle uma cidade tecnológica sem sinais aparentes de sê-lo. A Amazon tem no total 31 edifícios. Quando tomou a decisão de se expandir no centro da cidade, em 2005, contava com 12.000 funcionários. Hoje esse total subiu para 40.000. John Schoettler, que trabalha na empresa há 17 anos e é o responsável pelos 225 centros, entre escritórios e armazéns, da empresa no mundo todo, explica que a decisão de permanecer em áreas urbanas “tem a ver com o tipo de funcionário que queremos atrair, uma pessoa urbana, dinâmica, que queira ir ao trabalho a pé e construir a vida perto do escritório”.

ver El País
#amazon
#condições trabalho
#jeff bezos
#seattle
#recursos humanos
#trabalho
#gerenciamento empresarial