Após 10 anos seguidos de muita música, Apple Music Festival é cancelado

Photo of Após 10 anos seguidos de muita música, Apple Music Festival é cancelado
Facebook
VKontakte
share_fav
Britney Spears no Apple Music Festival 2016

É o fim de uma era. Perdoe-me a hipérbole, mas depois de dez anos seguidos realizando algo da magnitude do iTunes Apple Music Festival, para muitos — especialmente para os ingleses, já que o festival acontecia em solo britânico — é exatamente isso que está acontecendo. Hoje, 4 de setembro, a Apple disse ao Music Business Worldwide que não realizará mais o Apple Music Festival.

O evento aconteceu pela primeira vez 2007. O até então “iTunes Festival” consistia em um mês inteiro de shows e passou por locais como Instituto de Arte Contemporânea, KOKO e Roundhouse (todos em Londres). Os ingressos das 30 noites eram devidamente sorteados entre os interessados, que curtiam seus artistas prediletos sem pagar nada por isso. A ideia foi repetida anualmente, até que em 2014, o festival foi para os Estados Unidos pela primeira e única vez com um formato diferente (cinco dias de shows, durante o SXSW).

Chance The Rapper no Apple Music Festival 2016

Chance The Rapper no Apple Music Festival 2016

Em 2015, o evento passou a se chamar Apple Music Festival (por motivos óbvios, já que o serviço de streaming da Maçã é a grande aposta da empresa no mercado musical) e teve uma redução de 30 para 10 dias de shows. Dois anos depois, porém, eis que a empresa decidiu que chegou a hora de abandonar a ideia.

Adele, Oasis, Mumford & Sons, Paul Simon, Ed Sheeran, Coldplay, Lady Gaga, Arctic Monkeys, Kendrick Lamar, Pharrell Williams, The Weeknd, One Direction, Beck, Elton John, The 1975, Chance The Rapper, Alicia Keys, Britney Spears e Calvin Harris foram alguns dos nomes que já subiram ao palco do evento.

O encerramento do Apple Music Festival não quer dizer que a Maçã está se distanciando dos shows ao vivo. Como bem lembrou o MBW, a empresa recentemente foi parceira nos shows de Haim e Skepta, em Londres, e da banda Arcade Fire, no Brooklyn; além disso, ela teve uma forte presença no SXSW no início deste ano, onde apoiou shows de Lana Del Rey, Vince Staples e DJ Khaled. Em vez de concentrar os esforços num único evento pontual, a companhia comandada por Tim Cook parece estar optando por pulverizar a sua presença nesse mercado, seja participando de diversos shows ao redor do mundo ou produzindo conteúdos originais atrelados a música.

É, foi bom enquanto durou…

ver Mac Magazine
#apple music
#show
#reino unido
#eventos
#evento