O macOS High Sierra está chegando, e com ele o APFS — mas não para todos nós, ao que tudo indica [atualizado]

Photo of O macOS High Sierra está chegando, e com ele o APFS — mas não para todos nós, ao que tudo indica [atualizado]
Facebook
VKontakte
share_fav
Siri no macOS High Sierra

Ao que tudo indica, estamos a menos de duas semanas da próxima keynote épica e gloriosa (ou não) da Maçã e, dentre as inúmeras novidades que a empresa provavelmente apresentará por lá, uma delas certamente será a data de lançamento final do macOS High Sierra.

A nova versão do sistema operacional mais complexo da Apple traz, entre várias melhorias, uma que pode passar despercebida aos olhos dos incautos mas certamente fará grande diferença no dia-a-dia de todos: o novo sistema de arquivos Apple File System — ou APFS, para os íntimos.

Já falamos em detalhes sobre o APFS e seus benefícios neste artigo; um detalhe que ninguém sabia até o momento, entretanto, foi descoberto hoje pelo pessoal do site 512 Pixels: aparentemente, nem todos irão usufruir das benesses do novo sistema na ocasião da chegada do High Sierra — ao menos não automaticamente.

Como bem nota esta página da Apple que dá o caminho das pedras para prepararmo-nos para a transição, apenas sistemas dotados totalmente de armazenamento em flash (SSDs) serão convertidos automaticamente ao novo sistema de arquivos; neste caso, a transição é obrigatória e totalmente invisível, sem a necessidade da intervenção do usuário. Máquinas com drives híbridos, como o Fusion Drive, ou apenas com discos rígidos, entretanto, não farão parte da brincadeira, como afirma a Maçã:

Sistemas com drives de disco rígido (HDD) ou Fusion drives não serão convertidos para o APFS.

Esta é uma frase ambígua: se por um lado está claro que estes tipos de sistema não serão convertidos automaticamente para o novo sistema de arquivos, por outro, nenhuma pista dá sinal de que é possível fazer esta transição posteriormente, de forma manual.

Como bem se sabe, o APFS foi criado justamente para tirar maior proveito das características dos drives flash; talvez por isso a Apple não tenha se dado ao trabalho de converter volumes antigos a ele, mas seria bom ver a empresa dando aos usuários mais antenados a possibilidade de embarcar na nova tecnologia. A existência desta opção, entretanto, só poderá ser confirmada com a chegada do High Sierra.

Outras dúvidas são esclarecidas na página; por exemplo, a Apple deixa claro que volumes formatados em HFS+ podem ser lidos/escritos por dispositivos em APFS; já os volumes em APFS só podem ser lidos/escritos por dispositivos também em APFS ou, alternativamente, em HFS+ desde que rodando o macOS Sierra 10.12.6 ou superior. Em relação ao FileVault, volumes criptografados em HFS+ serão convertidos automaticamente ao APFS, caso aplicável, sem grandes problemas.

Quase sem exceção — eu, da minha parte, não vi uma sequer até o momento —, usuários testando as betas do High Sierra têm relatado que a transição do HFS+ para o APFS está sendo absolutamente invisível e sem problemas (tal como ocorreu com o iOS, na transição para a versão 10.3); os usuários “comuns”, portanto, não precisarão se preocupar em relação a isso.

via The Loop

ver Mac Magazine
#disco
#mac
#os x
#ssd
#hdd
#macos
#sistema
#fusion
#drive
#flash
#arquivos
#apfs
#apple file system
#high sierra
#formatação
#macos x
#formatar
#hfs+
#rígido