Desastre à espreita, por José Roberto de Toledo

Photo of Desastre à espreita, por José Roberto de Toledo
Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Opinião

Jornal GGN – Se privatização tem mérito ou não é uma questão que passa longe de Temer, pois que está querendo vender o que não lhe pertence. Assumindo o governo via golpe, tirou de Dilma a procuração dada pelos proprietários dos bens deste país. Via voto. Segundo José Roberto de Toledo, em seu artigo no Estadão, são esses proprietários que têm o poder de dizer se querem a venda do patrimônio público. Junte-se a isso a desaprovação crescente de Temer, que já bate 93%, faltando muito pouco para ser uma unanimidade, o que o desautoriza mais ainda.

Para Toledo, Dilma pelo mesmo motivo que Collor, por prometer algo em palanque e fazer o oposto. Temer, por seu turno, não prometeu nada, mas herdou cargo, compromisso e promessas de Dilma, a titular do cargo.

Mas não é isso que vem ao caso. O que vem é uma “Ponte para o futuro”, que não foi referendada por votos. E, num Congresso questionável, ninguém condicionou seu voto à venda da Eletrobras e a entrega da Reserva Nacional do Cobre.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#supremo
#opinião
#judiciário