Indícios contra Vaccarezza são incapazes de sustentar uma ação, diz defesa

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Justiça

Foto: Reprodução
Jornal GGN - Detido pela Polícia Federal, o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza foi interrogado na tarde desta segunda-feira (21). Aos investigadores, Vaccarezza contou que o dinheiro apreendido pela Operação Abate, em sua residência, era para cobrir despesas de uma cirurgia de remoção de câncer de próstata. Explicou que parte era empréstimo de um amigo e outra foi declarada à Receita.
Deflagrada na última sexta-feira (18), a Operação Abate prendeu preventivamente o ex-deputado líder dos governos do ex-presidente Lula e de Dilma Rousseff. Também realizaram medidas de buscas e apreensões em sua casa, em São Paulo.
Na ocasião, encontraram R$ 122 mil em espécie, que foram apreendidos. O juiz da Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, determinou a detenção de Vaccarezza por pelo menos cinco dias. Somente nesta segunda é que o ex-deputado federal foi interrogado pelos delegados da Polícia Federal em Curitiba, sede da Lava Jato sob o comando de Moro.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#detido
#candido vaccarezza
#ex-deputado federal
#interrogado