Receita para fazer uma Revolução Popular Híbrida... mas não conte para a esquerda!, por Wilson Ferreira

Photo of Receita para fazer uma Revolução Popular Híbrida... mas não conte para a esquerda!, por Wilson Ferreira
Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Mídia

por Wilson Ferreira

“Primaveras”, “levantes”, “jornadas”, “protestos”, não importa o nome. Egito, Ucrânia, Síria, Brasil: em todos eles, a mídia corporativa viu os acontecimentos sob a narrativa do “espontâneo”, do “novo”, da “renovação na política”. E sempre pelo mesmo viés: a “velha política” não conseguiria dar mais conta das insatisfações, principalmente dos jovens. O roteiro de todas essas “primaveras” é praticamente idêntico (ONGs e fundações educacionais dando apoio financeiro e operacional, jovens lideranças formadas em universidades dos EUA, faixas e cartazes em inglês, vítimas em manifestações principalmente femininas, vazamentos oportunos do Wikileaks etc.) sugerindo algo como uma receita de bolo com ingredientes bem definidos. Propaganda, branding management, técnicas avançadas de psicologia de massas fermentam toda essa “espontaneidade” com objetivos geopolíticos bem definido contra o governo-alvo. Mas não conte para a esquerda – afinal, tudo não passa de “teorias conspiratórias”.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#área do colunista
#mídia
#teorias conspiratórias
#semiótica
#cinema americano
#relações públicas
#educação e ensino superior