Junior Cigano nega doping: ‘Eu nunca trapacearia’

Photo of Junior Cigano nega doping: ‘Eu nunca trapacearia’
Facebook
VKontakte
share_fav

O lutador brasileiro Junior Cigano dos Santos foi cortado do UFC 215, no qual enfrentaria Francis Ngannou, em 9 de setembro, em Edmonton, no Canadá, por suspeita de doping. Na última sexta-feira, o ex-campeão peso-pesado foi notificado pela Usada (Agência Antidopagem dos Estados Unidos) por possível violação às normas, em amostra coletada no último dia 10, fora do período de competição.

O exame apontou o uso de hidroclorotiazida, um diurético proibido pelo código da Wada (Agência Mundial Antidoping). Neste domingo, Cigano usou suas redes sociais para negar o uso de qualquer substância dopante. Ele pediu a contra-prova do exame e reafirmou o desejo de enfrentar o camaronês/francês Ngannou.

“Não estou aqui para dar explicações, logo tudo será esclarecido para todos vocês e sem duvidas que a verdade prevalecerá. Eu estou aqui em respeito a todos vocês. Eu só quero que saibam que essa situação tem sido bastante difícil para mim, meu time e minha família. Eu nunca trapacearia, isso vai contra tudo o que acredito e apoio”, disse Cigano.

“Nós estamos investigando isso a fundo e logo descobriremos o que aconteceu, aprenderemos com isso e seguiremos em frente. Mas eu espero que em um futuro próximo, Francis Ngannou e eu possamos nos enfrentar e dar a vocês, a luta que estavam esperando ver”, completou o lutador catarinense. Cigano, de 33 anos, não luta desde maio, quando foi nocauteado pelo campeão Stipe Miocic no UFC 211, em Dallas.


Arquivado em:Esporte
ver Veja
#junior cigano
#mma
#ufc