David Duke, ex-líder da Ku Klux Klan: “Trump nos empoderou”

Facebook
VKontakte
share_fav

O passado está de volta. Em 1972, um jovem de 20 e poucos anos simpatizante do nazismo chamado David Duke foi relacionado a protestos em Nova Orleans em defesa de uma estátua de Robert E. Lee, general da Confederação durante a Guerra Civil norte-americana. Houve confrontos com manifestantes negros que consideravam a estátua um símbolo da escravidão defendida pelos Estados secessionistas do sul dos Estados Unidos. Quarenta e cinco anos depois, o monumento foi finalmente retirado –em 19 de maio–, mas Duke volta a estar envolvido na defesa de Lee.

ver El País
#ultradireita
#ideologias
#delitos ódio
#conflitos raciais
#discriminação
#virgínia
#kkk
#distúrbios
#conflitos
#violência racial
#motins charlottesville
#charlottesville