Sim, é possível conectar um Nintendo Switch a um iMac — se você estiver disposto a gastar R$580

Photo of Sim, é possível conectar um Nintendo Switch a um iMac — se você estiver disposto a gastar R$580
Facebook
VKontakte
share_fav
Nintendo Switch rodando num iMac

Após uma fase de decisões controvertidas (olá, Wii U) e, consequentemente, vacas esqueléticas, a Nintendo parece ter reencontrado o caminho das pedras com o Switch. O híbrido de console de mesa e portátil está agradando bastante o público e sumindo das prateleiras com alguma facilidade, mesmo após mais de seis meses desde o seu lançamento.

Entretanto, neste mundo pós-moderno em que vivemos, um problema persiste: quando cansamos de jogar no pequeno painel de 6 polegadas e queremos passar o conteúdo para a tela grande, como fazemos? A maioria de nós está escanteando cada vez mais a TV como um dispositivo obrigatório de se ter em casa; se ela existe, certamente já está ocupada por uma série de outros dispositivos. Se você é dono de um iMac mais recente, então, a TV nem ao menos é a melhor tela que você tem em casa.

Bom, felizmente, o 9to5Mac publicou um vídeo interessante com a resposta à pergunta que provavelmente ninguém fez mas, ainda assim, é bom saber: sim, é possível conectar o seu Nintendo Switch (ou outro console, a bem da verdade) a um iMac ou uma série de outros computadores — o detalhe é que, para isso, você precisará, para variar, tirar o escorpião do bolso.

A resposta para toda a questão tem um nome meio complicado: Elgato Game Capture HD60 S. Trata-se de um pequeno dispositivo, semelhante a um pequeno HDD externo, com uma entrada HDMI e uma porta USB-C. Basta que você conecte o cabo HDMI no seu console e no acessório e plugue um cabo USB-C nele e no seu computador e voilá: um software próprio tratará de capturar a tela do videogame e exibi-la diretamente na sua máquina, com uma latência extremamente baixa e qualidade quase perfeita. E, claro, você ainda pode usufruir de todos os benefícios do acessório, cuja finalidade principal é o streaming e captura de sessões de jogatina para compartilhamento com o mundo.

É bom notar, entretanto, que o HD60 S não traz um codificador próprio — ou seja, é o próprio computador que fica encarregado de toda a tarefa pesada de capturar o conteúdo do console e exibi-lo. Por conta disso, as especificações mínimas para rodar um videogame moderno com boas taxas são razoavelmente altas: no Mac, a Elgato recomenda um chip gráfico AMD ou NVIDIA e um processador Intel Core i5 quad-core ou superior. O pessoal do 9to5Mac afirmou ter conseguido rodar o Mario Kart 8 Deluxe com muita eficiência num iMac de entrada — mas a experiência pode ser outra com jogos mais complexos ou, pior ainda, consoles mais poderosos, como o Xbox One X.

Além disso, é bom lembrar que o HD60 S custa US$180 (~R$580) na Amazon, sem considerar os custos de importação e envio. Portanto, talvez a solução deva ser empregada apenas por quem tenha feito uma escolha imutável de não ter uma TV em casa e queira muito jogar seus videogames numa tela grande.

ver Mac Magazine
#game
#jogo
#nintendo
#mac
#acessório
#videogame
#switch
#imac
#usb-c
#hdmi
#elgato
#jogos
#macos x