‘Planeta dos Macacos’: mensagem política em meio à narrativa de guerra

Facebook
VKontakte
share_fav

Apesar do êxito, neste ano, de Kong: A Ilha da Caveira, superprodução leve, aguerrida e efervescente, de ritmo soberbo e refrescante senso de humor autoparódico, a última década do cinema mundial ficou marcada por blockbusters sombrios com enormes – certamente demasiados – desejos de transcendência, onde a grandiloquência não só mostrava a pata, mas também acabava, em muitos casos, rachando o produto com suas garras enfiadas fora de tempo.

ver El País
#crítica filmes
#crítica
#estreias filmes
#filmes
#woody harrelson