Álcool ajuda a lembrar de conteúdos recém-estudados, afirma pesquisa de universidade inglesa

Photo of Álcool ajuda a lembrar de conteúdos recém-estudados, afirma pesquisa de universidade inglesa
Facebook
VKontakte
share_fav
PEXELS

PEXELS

Leia mais

Muitos de nós já acordou após uma noite de bebedeira sem lembrar muito bem do que aconteceu na noite anterior, não é mesmo?! Porém, um estudo da Universidade de Exeter, na Inglaterra, garante que o álcool, na verdade, pode é ajudar a melhorar a memória, segundo informações publicadas pelo jornal Independent.

Segundo a pesquisa, pessoas que bebem bebidas alcoólicas depois de um período de estudo, lembram melhor as informações que aprenderam ou estudaram. Os pesquisadores pediram que 88 pessoas completassem uma tarefa. Depois, os participantes foram separados da seguinte forma: metade poderia beber o quanto de álcool quisessem após completarem a tarefa. O média era de 4 unidades de bebida. O outro grupo não poderia beber nada.

PEXELS

PEXELS

No dia seguinte, todos os participantes repetiram a tarefa. Aqueles que beberam álcool tiveram uma melhor performance, lembrando mais sobre o que aprenderam. Mas não vá se animando muito! Os pesquisadores enfatizam que esse pequeno efeito positivo de beber álcool não deve negar as consequências prejudiciais bem estabelecidas associadas ao álcool, incluindo os efeitos negativos na memória e na saúde mental e física. Então, vá com calma aí!

Mas o estudo, embora ainda pequeno, parece sugerir que beber mais em certas situações pode ajudar a memória. “Nossa pesquisa não só mostrou que aqueles que beberam álcool melhoraram ao repetir a tarefa de aprendizagem de palavras, mas que esse efeito foi mais forte entre aqueles que bebiam mais”, disse a professora Celia Morgan, da Universidade de Exeter.

PEXELS

PEXELS

“As causas desse efeito não são totalmente compreendidas, mas a principal explicação é que o álcool bloqueia a aprendizagem de novas informações e, portanto, o cérebro possui mais recursos disponíveis para estabelecer outras informações recentemente aprendidas em memória de longo prazo. A teoria é que o hipocampo – a área do cérebro realmente importante na memória – muda para memórias de’consolidação’, transferindo a memória de curto para longo prazo”, explicou.

Este estudo não foi o primeiro do tipo, mas a diferença é que as pesquisas anteriores sobre o assunto só foram realizadas em condições controladas e científicas. Este foi o primeiro em que as pessoas bebiam em suas próprias casas. Além da tarefa de aprendizagem de palavras, os participantes – 31 do sexo masculino, 57 do sexo feminino, todos de 18 a 53 anos – realizaram uma segunda tarefa envolvendo a visualização de imagens em uma tela.

PEXELS

Reprodução PEXELS

Esta tarefa foi realizada depois que um grupo bebeu álcool e outro não. No dia seguinte, no entanto, não houve diferença significativa na memória entre aqueles que tinham bebido e aqueles que não o tinham.

ver Virgula
#vinho
#álcool
#memória