“Project Nimbus”, codinome do próximo editor de fotos da Adobe, tem novos detalhes revelados graças a vazamento acidental

Photo of “Project Nimbus”, codinome do próximo editor de fotos da Adobe, tem novos detalhes revelados graças a vazamento acidental
Facebook
VKontakte
share_fav
Versão prévia do Project Nimbus, da Adobe

Mais de um semestre atrás, falamos aqui sobre as novidades que a Adobe havia apresentado na sua conferência anual para profissionais criativos, a Adobe MAX — dentre elas, uma prévia deveras inicial da sua próxima geração de editor de imagens, batizada de “Project Nimbus”. Naquele momento, tínhamos apenas informações preliminares — por exemplo, sabíamos que ele atuaria como uma espécie de sucessor do Lightroom, incorporando recursos de inteligência artificial e continuidade entre dispositivos.

Agora, entretanto, podemos ter um gostinho bem maior do que vem pela frente, tudo graças a um pequeno deslize da própria Adobe: a gigante dos softwares liberou, acidentalmente, uma versão prévia do Project Nimbus para alguns assinantes da Creative Cloud. O erro foi corrigido rapidamente, mas não antes que olhos famintos do mundo inteiro pudessem escrutinar vários detalhes do vindouro software. O site francês MacG foi um destes olhos, e trouxe boas novas [Google Tradutor] para todos nós.

Versão prévia do Project Nimbus, da Adobe Versão prévia do Project Nimbus, da Adobe Versão prévia do Project Nimbus, da Adobe

Clique/toque nas imagens para ampliá-las.

O primeiro aspecto a ser observado acerca do Project Nimbus tem a ver com sua funcionalidade geral: de acordo com o site, o software tem vários elementos em comum com a versão do Lightroom para iPad, apresentando uma interface simplificada — mas nem por isso desprovida de recursos. Em vez da organização em módulos, presente no Lightroom para macOS/Windows, temos aqui uma disposição de ferramentas em barras laterais, que remete ao próprio Fotos do Mac — só que muito mais poderoso, naturalmente.

A ideia do novo editor é que o usuário guarde todas as suas fotos, bem como o histórico de edição atrelado a cada uma delas, diretamente na nuvem; por isso mesmo, aparentemente, usuários do Project Nimbus terão 1TB(!) de armazenamento remoto para guardar seus projetos e álbuns — a capacidade é muito superior aos 20GB fornecidos hoje pela Adobe aos assinantes da Creative Cloud e pode ser alterada até o lançamento final do produto; ainda assim, temos um bom indicativo da ideia geral da desenvolvedora para com o software: permitir que os usuários acessem e editem suas fotos de qualquer dispositivo, sem grandes complicações.

O MacG confirma ainda que a Adobe tem nas mãos um excelente sistema de buscas, nos moldes daquele oferecido pelo Google no fabuloso Fotos; ou seja, no Project Nimbus, usuários poderão pesquisar por elementos, como “comida”, ou “praia”, e o software tratará de reconhecê-los na sua biblioteca para trazer os resultados apropriados. Uma mão na roda para quem tem dezenas de milhares de cliques, não é mesmo?

No fim das contas, o Project Nimbus (que certamente ganhará outro nome mais, digamos, Adobístico quando for lançado) é mais um projeto deveras promissor da gigante do software. E, considerando que a prévia acidentalmente vazada está já bastante polida, não deverá demorar muito até que os assinantes da Creative Cloud possam colocar suas mãos na primeira versão beta “oficial” do aplicativo. Estamos aguardando ansiosos.

via TechCrunch

ver Mac Magazine
#imagens
#aplicativo
#mac
#os x
#beta
#macos
#vazamento
#lightroom
#adobe
#photoshop
#project nimbus
#editor
#creative cloud
#macos x