Apple contradiz declarações da fabricante de chips gráficos Imagination Technologies [atualizado

Photo of Apple contradiz declarações da fabricante de chips gráficos Imagination Technologies [atualizado
Facebook
VKontakte
share_fav
Apple Imagination Scales

A novela estrelada pela Apple e pela fabricante de chips gráficos Imagination Technologies recebeu mais um capítulo hoje, a partir de revelações da Maçã feitas para a Bloomberg; o que pareceu um golpe de um vilão agora recebeu novos significados.

Se você não acompanhou os últimos capítulos, aqui vai um resumo: em abril, o mundo da tecnologia se alarmou quando a Apple anunciou que, num período de até dois anos, não mais usaria os chips gráficos da Imagination para equipar seus iGadgets, mas sim os seus próprios. Com isso, as ações da fabricante caíram 70% instantaneamente. Se fazendo de “coitadinha”, ela entrou em um “processo de resolução de disputa” contra a Apple e, depois de um tempo, anunciou que estava à venda.

O que pareceu uma jogada maléfica e abrupta da Apple, na verdade, não foi. A Maçã contou à Bloomberg que a fabricante já estava sabendo que ela não mais utilizaria seus produtos desde o final de 2015, isto é, há quase dois anos. Inclusive, no ano passado, a Apple incluiu no contrato entre as duas empresas uma cláusula que a permitia pagar menos por utilizar uma porção menor da propriedade intelectual da fabricante. Por todos esses sinais, a Maçã considerou as declarações da fabricante “decepcionantes, imprecisas e enganadoras”.

“Começamos a trabalhar com a Imagination em 2007 e deixamos de aceitar novas propriedades intelectuais deles em 2015”, afirmou a Apple. “Após longas discussões, dissemos no dia 9 de fevereiro que esperávamos liquidar nosso acordo de licenciamento, pois precisávamos de propriedade intelectual única e diferenciada para nossos produtos. Nós valorizamos nosso relacionamento passado e queremos dar-lhes o aviso mais antecipado possível para adaptar seus planos futuros.”

Essas declarações vão contra à feita pelo CEO da Imagination, Andrew Heath, que afirmou que a Maçã somente os avisou no final de março deste ano, dizendo que “estavam certos” de que não utilizariam seus chips nos produtos de 2018 e 2019. Depois da declaração de hoje, antes mesmo que a fabricante se pronuncie quanto à declaração da Apple, suas ações caíram mais um pouco, por volta de 8%.

A versão da Apple condiz muito mais com a atitude da empresa, que provavelmente somente descartaria chips gráficos de uma fabricante se os próprios estivessem em processo de desenvolvimento já avançado. Afinal, dificilmente eles arriscariam dar um passo assim se tudo já não estivesse certo, amarradinho.

via MacRumors

ver Mac Magazine
#parceria
#imagination technologies
#chip
#gadgets
#igadgets
#imagination