O futuro do software mais sem graça do mundo

Photo of O futuro do software mais sem graça do mundo
Facebook
VKontakte
share_fav

Em geral, os processadores de texto são desinteressantes; eles cumprem o que propõem e nada mais. (Isso quando não botam um abordagens interessantes do processamento de texto , como o minimalista as considerações de Robert Scoble sobre o texto na era do Magic Leap — tem um clima vanguardista que me agrada.

A plateia do simpósio contava com algumas lendas vivas, entre elas Vint Cerf, um dos inventores da internet, e Ted Nelson, criador do termo "hipertexto". Mas em muitos aspectos, o rumo da carreira de Hegland e seu interesse pela escrita foram inspirados por um mentor que não estava no evento: Douglas Engelbart, expoente da informática cuja "Mãe de Todos os Demos" ajudou a criar a atual funcionalidade dos computadores de mesa (Engelbart faleceu em 2013).

Leia mais na reportagem de Motherboard.

ver Vice Brasil
#motherboard
#word