Herman Benjamin, o ministro tenaz que expôs as entranhas da Justiça

Facebook
VKontakte
share_fav

Benjamin começou a aparecer de forma discreta no noticiário nos últimos meses, mas foi nesta semana que, com uma retórica fluída cheia de frases cortantes e de efeito, ganhou de vez os holofotes. Com vigor e de forma exaustiva e detalhista, defendeu cada uma de suas posições e impôs seu roteiro ao julgamento. Apareceu um homem perspicaz e dedicado que é capaz de confrontar diretamente o ministro Gilmar Mendes, o hábil membro do Supremo Tribunal Federal conhecido pela verve afiada e pelo despudor com que muda de posição. Para fazer esse contraponto a Mendes, Benjamin fez muitas vezes o uso dos mesmos raciocínios e argumentos utilizados pelos ministro do STF para dar prosseguimento à ação movida pelo PSDB. A diferença é que, quando Mendes, um crítico do PT, se mostrou aberto a fazer atualizações na ação devido às revelações trazidas pela Lava Jato, quem ocupava o Planalto era Dilma Rousseff. Agora, ele se inclina a salvar o presidente e amigo Michel Temer. "Não há divergência entre nós, como vou demonstrar", chegou a dizer a Benjamin ao magistrado nesta quinta.

ver El País
#justiça federal
#julgamentos
#crises políticas
#justiça eleitoral
#rosa weber
#luiz fux
#dilma rousseff
#tse
#governo