Lady Night: 6 motivos para o programa de Tatá Werneck ser o novo talk show da Globo

Photo of Lady Night: 6 motivos para o programa de Tatá Werneck ser o novo talk show da Globo
Facebook
VKontakte
share_fav
O Brasil merece talk show com Tatá Werneck

Multishow/Divulgação O Brasil merece talk show com Tatá Werneck

Leia mais

O Lady Night do Multishow é, provavelmente, a melhor coisa da televisão brasileira em 2017 até aqui. A atriz e humorista comanda o talk show diário no Multishow sem censura e com uma liberdade de criação até então inédita em seus trabalhos em outras emissoras e até no próprio canal.

O programa conta com produção de Elisabetta Zenatti e um acesso a bons convidados que só algo que tenha relação com a Globo consegue, o que faz Tatá ter a chance de criar histórias com pessoas maravilhosas, como foi o caso desse momento com Bruna Marquezine.

Ou seja, o programa, assim como Tatá, está sem freio.

Abaixo, nós listamos os 6 motivos que nos fazem acreditar que ela merecia uma chance para comandar um talk show titular nas noites da Globo. Nada contra Pedro Bial, que assumirá tal função no dia 2 de maio, viu? Mas…

1. O primeiro talk show brasileiro comandado por uma mulher

Tatá Werneck recebe elenco de peso

Multishow/Divulgação Tatá Werneck recebe elenco de peso

Tatá Werneck é a primeira mulher brasileira a comandar um late night, nome do formato desse tipo de atração, que é predominantemente dominado por homens. O programa dá grande destaque para o universo feminino, falando abertamente de sexualidade e outros assuntos que estão sempre correndo por fora nas pautas da TV aberta, com bastante bom humor e dinâmica.

2. Vários quadros que tiram o ar monótono costumeiro desses programas

Programas de entrevistas costumam depender muito do nível de interesse e interação do convidado. Se ele agir de forma introspectiva, é bem difícil conseguir salvar o episódio.

Não é o caso do Lady Night.

O tom humorístico, que muitas vezes pode ser considerado exagerado, é fundamental para criar uma variação de quadros que não dependam exatamente dos entrevistados. Como é o caso da Entrevista com o Especialista.

3. Tatá sem freio é algo que o Brasil precisa apreciar

Tatá Werneck sem freio é uma coisa que sempre foi vista como negativa a partir de quando ela começou a trabalhar em novelas da Globo. O pensamento rápido (até demais) da humorista fazia com que ela tivesse problemas para fazer suas personagens serem entendidas pelo público.

Agora, finalmente esse recurso está sendo utilizado da forma como deveria.

A velocidade de Tatá em bolar boas tiradas rapidamente é fundamental para pegar seus entrevistados desprevenidos, o que provoca cenas hilárias como a que vemos acima.

4. Formato de talk show com esquetes é o futuro

O The Noite, do SBT, já sabe disso. O Programa do Porchat e até o extinto Xuxa Meneghel, da Record, também. Talk show precisa ter esquete e tem que ser engraçado. O formato tem feito sucesso nos programa americanos, como o Tonight Show de Jimmy Fallon, e é importante para tirar o entrevistador da zona comum de apenas promover uma conversa com seu convidado. Pra isso, é preciso um senso de humor e atuação que Tatá domina desde a época de MTV.

5. Humor nonsense casa com nova fase do gênero na Globo

Vamos combinar que o humor Zorra Total chegou ao seu fim? Então tá bom.

A nova fase na Globo é o humor meio nonsense e veloz, como nós temos visto no Tá No Ar e, provavelmente, veremos no Zorra. Parte do que faz o entretenimento de um talk show é sua capacidade de fazer as pessoas rirem. Jô Soares utilizava de piadas mais sofisticadas e apostava na qualidade de seus entrevistados para conseguir atingir outros públicos, o que provavelmente deve ser a linha seguida por Bial.

Já Tatá é abrangente por si só e, de certa forma, autossuficiente, algo como Fábio Porchat na Record, só que com mais intensidade. Ela não precisa exatamente de um convidado absurdamente engraçado para fazer o público morrer de rir, pois seu estilo inconveniente de humor, algo bem Hermes & Renato, consegue garantir boas tiradas.

6. Uma figura que desperta curiosidade

Tatá é uma global diferente

Multishow/Divulgação Tatá é uma global diferente

Tatá Werneck desperta curiosidade nas pessoas. Desde que saiu da Globo para a MTV, a atriz criou uma nova categoria de globais que não é exatamente o tradicional. Ela foge do padrão de personalidades que fazem parte desse clã único no Brasil e marca uma nova era na vida da emissora, criando uma expectativa nas pessoas para saber o que nomes como ela, Marcelo Adnet, Mônica Iozzi e Dani Calabresa são capazes de fazer com espaço na grade da TV aberta. Pra isso, é preciso apostar, algo que parece bem palpável com o novo projeto exibido no Multishow.

ver Virgula
#globo
#multishow
#talk-show
#tatá werneck
#lady night
#late show