O Rafael Braga foi condenado a 11 anos de prisão

Photo of O Rafael Braga foi condenado a 11 anos de prisão
Facebook
VKontakte
share_fav

Foto: Matias Maxx/ VICE originalmente feita para esta matéria

A história do morador de rua condenado pelas Jornadas de Julho de 2013 só piora. A 39ª Vara Criminal do Rio publicou na quinta-feira (20) a sentença de Rafael Braga, condenado a 11 anos e três meses de prisão pela acusação de tráfico de drogas.

A primeira prisão de Rafael foi em 2013, quando foi abordado durante um protesto por PMs e conduzido à delegacia sob a acusação de porte de material explosivo que, na verdade, eram produtos de limpeza. Em 2015, sob a pressão popular e defesa dos advogados do DDH (Instituto de Defensores de Direitos Humanos), conseguiu progressão de pena para prisão domiciliar, monitorado por tornozeleira eletrônica.

Leia mais: A única pessoa condenada pelas Jornadas de Junho

Em janeiro de 2016, Braga foi preso novamente, desta vez por suspeita de associação e tráfico de drogas. Os policiais militares que comandaram a ação afirmaram que o acusado estava em um local de ponto de venda de drogas e que portava 0,6 g de maconha, um rojão e surpreendentes 9,3 g de cocaína. O testemunho dos PMs serviu como base na decisão do juiz Ricardo Coronha Pinheiro para sentenciar Rafael aos 11 anos de prisão, como informa o portal G1.

Leia mais: A nova prisão de Rafael Braga é o reflexo de um sistema de punição seletivo

Segundo o portal Ponte Jornalismo, o DDH, que cuida da defesa de Rafael desde 2013, não foi formalmente notificado sobre a decisão e diz que irá recorrer. Uma pretender protestar contra a condenação de Braga, na tarde de segunda-feira (24), no vão do Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Siga a VICE Brasil no , Twitter e Instagram.

ver Vice Brasil
#preso
#rafael braga
#protesto
#jornadas de julho