Fotógrafo judeu enterrou essas fotos para que os nazistas não as encontrassem; vem ver

Photo of Fotógrafo judeu enterrou essas fotos para que os nazistas não as encontrassem; vem ver
Facebook
VKontakte
share_fav
Fotógrafo e judeu, Henryk Ross enterrou suas fotos perto de sua casa em uma caixa, preservando provas dos crimes contra seu povo para as gerações futuras

Reprodução Fotógrafo e judeu, Henryk Ross enterrou suas fotos

Leia mais

No inverno de 1944, no auge do Holocausto, o fotógrafo judeu Henryk Ross enterrou uma caixa de fotografias. Pouco mais de um ano depois, ele voltou para desenterrar as fotos e a história contada pelas fotos não é nada bonita.

Henryk Ross, de Łódź, na Polônia, era um fotojornalista e cuidava das seções de notícias e esportes, quando o exército alemão invadiu sua cidade em 1939. Naquela época, ele sobreviveu fazendo fotos de identidade e propaganda para o Departamento de Estatística Nazista.

Fotógrafo e judeu, Henryk Ross enterrou suas fotos perto de sua casa em uma caixa, preservando provas dos crimes contra seu povo para as gerações futuras

Reprodução Fotógrafo e judeu, Henryk Ross enterrou suas fotos perto de sua casa em uma caixa, preservando provas dos crimes contra seu povo para as gerações futuras

Enquanto trabalhava, no entanto, arriscou a sua vida para documentar secretamente os acontecimentos do dia a dia na periferia de Łódź, o que incluiu a deportação dos seus residentes para campos de extermínio. Estando ele mesmo em risco de um destino semelhante, ele enterrou suas fotos perto de sua casa em uma caixa, preservando provas dos crimes contra seu povo para as gerações futuras.

Após a libertação de Łódź pelo exército soviético em 1945, Ross voltou para desenterrar suas fotos, muitas estavam danificadas ou destruídas por causa de uma passagem de água subterrânea. As imagens que permaneceram intactas, entretanto, dão um olhar íntimo das vidas de judeus poloneses. As fotos estão em um memorial para vítimas do genocídio.

Confira as fotos de Henryk Ross:

ver Virgula
#fotografia
#segunda guerra mundial
#arte e fotografia
#judeu