Arquiteta Lotta de Macedo Soares ganha homenagem do Google

Photo of Arquiteta Lotta de Macedo Soares ganha homenagem do Google
Facebook
VKontakte
share_fav

Quem já foi ao Rio de Janeiro sabe que o Aterro do Flamengo é um dos lugares mais agradáveis da cidade. Hoje repleta de verde e de espaços de convivência planejados, a área de 1 milhão e 200 mil metros quadrados já foi, como o nome indica, banhada pelo mar – e, além disso, repleta de entulho. Depois de a região ser aterrada, o Parque do Flamengo foi inaugurado em 1965 – e a arquiteta autodidata Lotta de Macedo Soares, homenageada hoje pelo doodle do Google, foi essencial para que isso acontecesse.

Lotta de Macedo Soares arquiteta

(Google/Reprodução)

Maria Carlota Costallat de Macedo Soares nasceu em Paris, em março de 1910. Vinda de uma abastada família brasileira, ela se mudou pouco tempo depois para o país de seus pais. Na juventude, chegou também a viver em Nova York, onde fez cursos no Museu de Arte Moderna. Ao longo da vida, atuou como arquiteta, urbanista e paisagista – mesmo sem ter nunca frequentado uma universidade.

Quando Carlos Lacerda assumiu o governo do Rio de Janeiro, então estado da Guanabara, convidou Lota para participar, junto de Affonso Eduardo Reidy, do projeto de urbanização do Parque do Flamengo. O convite foi feito pela impressão que trabalhos brilhantes da arquiteta, como a casa Samambaia, tiveram em Lacerda.

O Parque do Flamengo, hoje. (Visit Rio/Reprodução)

“Lotta foi uma mulher que, no seu tempo, foi considerada de extrema vanguarda”, diz Nádia Nogueira, historiadora e biógrafa da arquiteta, em entrevista à TV Brasil. “No seu tempo, não foi dado a ela seu devido valor“.

Além do incrível desempenho como arquiteta autodidata, ela também tem um percurso digno de cinema em sua vida pessoal – literalmente. No filme “Flores Raras“, de 2013, são retratados dois romances vividos por Lotta, que era homossexual. O primeiro deles foi com a bailarina norte-americana Mary Morse; o segundo, com a poetisa de mesma nacionalidade Elizabeth Bishop.

O amor de Bishop e Lotta de Macedo Soares foi muito intenso, mas, quando a brasileira começou a se envolver com sua outra paixão, o Parque do Flamengo, a poetisa começou a sentir sua falta – e decide se mudar para os Estados Unidos. Depois que o mandato de Carlos Lacerda como governador acaba e Lotta é tirada do cargo de liderança na Fundação Parque do Flamengo, começa a entrar em depressão. Ao visitar a amada na América do Norte, ela acaba tirando a própria vida.

ver M de Mulher
#arquitetura
#mulheres inspiradoras
#doodle