Líder catalão fica inelegível por dois anos por convocar referendo de independência

Photo of Líder catalão fica inelegível por dois anos por convocar referendo de independência
Facebook
VKontakte
share_fav

O Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC) condenou Artur Mas, ex-presidente desta Comunidade Autônoma da Espanha, a dois anos de inabilitação por desobedecer o Tribunal Constitucional e realizar a consulta sobre a independência, em 9 de novembro de 2014. Além disso, o tribunal condenou os outros dois acusados no julgamento: a ex-vice-presidenta Joana Ortega (um ano e nove meses) e a ex-conselheira de Ensino (um ano e meio) como colaboradores necessários do delito de desobediência. Os três foram absolvidos, porém, do delito de prevaricação, que era o que implicaria uma maior pena de inabilitação.

ver El País
#sentenças
#julgamentos
#delitos ordem pública
#generalitat catalunha
#comunidades autónomas
#política autonómica
#administração autônoma