O melhor agente duplo europeu só falhou numa missão: matar Franco

Photo of O melhor agente duplo europeu só falhou numa missão: matar Franco
Facebook
VKontakte
share_fav

Kim Philby, um inglês de classe alta, estudante de Cambridge, abriu mão de tudo para se transformar num agente soviético nos anos trinta. Uma das primeiras missões que recebeu foi viajar à Espanha durante a Guerra Civil e, assumindo o papel de jornalista no bando fascista, assassinar Franco. Não se sabe por que nunca executou a missão, nem sequer se chegou a receber a ordem. Sabe-se apenas que Franco sobreviveu ao conflito e que Philby se transformou no melhor agente duplo de todos os tempos, além do infiltrado mais nocivo para o serviço secreto britânico, o MI6. O jornalista Enrique Bocanegra (Sevilha, 1973) examinou durante quatro anos todos os documentos possíveis para tentar seguir os passos do espião na Espanha, um território que seus biógrafos quase não haviam explorado até agora. Seu ensaio, Un Espía en la Trinchera. Kim Philby en la Guerra Civil Española (um espião na trincheira. Kim Philby na Guerra Civil Espanhola), que ganhou o prêmio Comillas de história e biografia, concedido pela editora Tusquets, começa a ser vendido nesta terça-feira na Espanha.

ver El País
#ultradireita
#europa ocidental
#história contemporânea
#ideologias
#história
#fascismo
#francisco franco
#franquismo
#espionagem
#guerra civil espanhola
#kim philby