EUA: Jornalista é preso por ameaças de bomba a centros judaicos

Photo of EUA: Jornalista é preso por ameaças de bomba a centros judaicos
Facebook
VKontakte
share_fav

Um jornalista foi preso nesta sexta-feira em St.Louis, no Estado de Missouri, acusado de ser o autor de ameaças de bomba contra instituições judaicas nos Estados Unidos. Segundo a polícia americana, Juan Thompson, de 31 anos, é responsável por oito ameaças dos mais de cem incidentes registrados neste ano contra centros comunitários judaicos.

Promotores afirmam que as ameaças do jornalista faziam parte de uma campanha de perseguição a uma ex-namorada, reportou o jornal Washington Post. Com o fim do relacionamento, em julho do ano passado, ele passou a enviar e-mails difamatórios ao trabalho da ex, acusou-a de atos criminais que ela nunca cometeu e tentava incriminá-la de promover as ameaças aos centros judaicos.

Em um tuíte do dai 24 de fevereiro, Thompson pede indicações de bons advogados, pois a “garota branca grosseira e racista com quem eu costumava sair envia ameaças de bomba em meu nome e quer que eu seja estuprado na cadeia”. No início desta semana, ele comentou indignado uma ameaça contra o Centro Comunitário Judaico (JCC). “Outra semana, mais uma rodada de ameaças contra o povo judeu. No meio do dia, sabe quem está no JCC? Crianças. CRIANÇAS!”, diz o tuíte.

Thompson foi demitido do site de jornalismo investigativo Intercept em janeiro de 2016 por inventar citações e enganar colegas para encobrir seus erros. Segundo o Post, ele criava contas de e-mails falsas para fingir ser outras pessoas. Após a prisão, o Intercept divulgou uma nota de repúdio às ações do ex-funcionário. “Essas ações são hediondas e devem ser investigadas e processadas”, escreveu a editora-chefe Charlotte Greensit.

Esta foi a primeira prisão relacionada às ameaças de bomba contra instituições judaicas e vandalismo em cemitérios nos estados de Missouri, Pensilvânia e Nova York.

O jornalista Juan Thompson

O jornalista Juan Thompson (Reprodução)


Arquivado em:Mundo
ver Veja
#judeus