Usuários de iPhone nunca gastaram tanto com aplicativos como no ano passado — nos Estados Unidos, ao menos

Facebook
VKontakte
share_fav
App Store em iPad e iPhone

A Sensor Tower, firma especializada na análise financeira de lojas de aplicativos, liberou hoje um novo relatório que, no mínimo, dá um certo alento à Apple no que diz respeito à disposição dos seus clientes em gastar dinheiro dentro do seu ecossistema. Digo isto porque, em 2016, os usuários de iPhone torraram suas economias na App Store num volume sem precedentes.

Segundo o levantamento, o gasto médio por usuário na App Store no ano passado (considerando compras de aplicativos e In-App Purchases) foi de US$40, o maior já registrado desde o lançamento da loja. Foi um saudável salto em relação à média de 2015, que ficou em US$35.

Gasto médio por usuário na App Store em 2015/16

Como era de se esperar, os jogos são os responsáveis pela maior fatia destes gastos com uma enorme folga: mais de 80% da receita da App Store provém desta categoria. Em 2016, os games atingiram uma média recorde de US$27 gastos por usuário no ano. Ocupando o segundo lugar no levantamento, vem a categoria música, na qual consumidores gastaram uma média de US$3,60.

O destaque aqui, entretanto, vai para a categoria de entretenimento, que conquistou um aumento considerável na comparação ano-a-ano. Se em 2015 os usuários da App Store gastaram uma média de US$1 com estes aplicativos, este valor subiu para US$2,30 no ano passado — um salto de mais de 100%, o que prova que apps de streaming, que constituem a maior parte do segmento, vieram pra ficar. Em seguida, no ranking, aparecem as categorias de redes sociais (média de US$2/usuário) e foto e vídeo (US$0,70/usuário).

Média de apps instalados por iPhone em 2015/16

Em termos de número total de aplicativos instalados por iPhone, a Sensor Tower aponta para uma queda na média geral: se em 2015 eram 35 apps por aparelho, em 2016 este número caiu para 33. Destes, 9,9 são jogos, 3,2 aplicativos de foto e vídeo, 2,3 de redes sociais/entretenimento e 1,8 de utilidades.

Os dados são referentes apenas a usuários nos Estados Unidos, o que nos leva à óbvia pergunta: como seria um relatório destes realizado no Brasil? Será que nós também estamos gastando mais que nunca com aplicativos? Infelizmente, por enquanto ficaremos só na especulação.

[via Cult of Mac]

ver Mac Magazine
#aplicativo
#app store
#levantamento
#estatísticas
#usuário
#in-app purchase
#sensor tower
#gasto