David Nogués, ecologista: “Ser o parasita da Terra nos levará à autodestruição”

Photo of David Nogués, ecologista: “Ser o parasita da Terra nos levará à autodestruição”
Facebook
VKontakte
share_fav

Há duzentos anos, a simples ideia de que uma espécie animal pudesse se extinguir era completamente revolucionária. “Não posso deixar de acreditar que o mamute ainda existe. A aniquilação de qualquer espécie carece de exemplos em qualquer parte da natureza que observarmos”, escrevia em 1796 o paleontologista (e terceiro presidente dos EUA) Thomas Jefferson. O pai da Declaração de Independência tinha muitos motivos para pensar que, sem dúvida, a natureza era capaz de se manter em equilíbrio apesar da pressão que os humanos pudessem exercer em determinado ecossistema. Hoje, boa parte das notícias que temos sobre biodiversidade dão conta de novas espécies em perigo ou já em extinção em vários rincões do planeta. Mas para determinar o estado de saúde da biodiversidade da Terra em seu conjunto, cada vez mais é necessário o uso de novos instrumentos que permitam chegar ao diagnóstico. A isso se dedica o macroecologista David Nogués Bravo, que desenvolveu uma nova ferramenta, “como um novo tipo de telescópio” para observar a diversidade genética dos animais. “São os blocos da vida que nos ajudam a nos adaptar às mudanças. Se existem blocos que nos ajudam com as mudanças climáticas, temos mais possibilidades de sobreviver”, explica Nogués (Zaragoza, 1975), da Universidade de Copenhague, que publicou seus resultados na matéria que chegou à capa da revista Science. A principal observação proporcionada por este telescópio é que nós, humanos, estamos acabando com a força genética dos animais. Já sabíamos que arrasamos espécies e ecossistemas, mas também estamos empobrecendo sua herança genética, o que os torna ainda mais vulneráveis.

ver El País
#ecologia
#biologia
#geologia
#ciências naturais
#genética
#ciências sociais
#espécies
#problemas ambientais
#biodiversidade
#perigo extinção
#extinção espécies
#política ambiental
#sociologia
#antropoceno
#desflorestação
#proteção animais
#proteção ambiental
#proteção espaços naturais