Rumor: “iPhone 8” teria carregamento por indução, mas não completamente sem contato

Photo of Rumor: “iPhone 8” teria carregamento por indução, mas não completamente sem contato
Facebook
VKontakte
share_fav
Patente carregamento por indução

Já faz um bom tempo desde que começamos a ouvir rumores sobre a possibilidade de o “iPhone 8” ter um tipo de carregamento sem fio e sem contato. Essa ideia se intensificou ainda mais depois que a empresa Energous, criadora da tecnologia WATT, fechou uma parceria com “uma das maiores empresas de eletrônicos de consumo do mundo”.

Entretanto, indo em uma corrente contrária, uma nova pesquisa da Copperfield Research para investidores sugere que a Apple considera esse tipo de tecnologia “ineficiente, complicada e perigosa”. Assim, eles analisaram e compilaram possíveis razões para a Maçã descartar o carregamento sem fio e sem contato, preferindo o carregamento sem fio por indução.

Este tipo de transferência radiativa é muito ineficiente porque apenas uma pequena porção da potência fornecida ou irradiada, isto é, aquela porção que ficaria na direção ou sobreposto ao receptor, é recolhida. A grande maioria da energia é irradiada para longe, em todas as outras direções, e perdida no espaço livre. Tal transferência de energia ineficiente pode ser aceitável para a transmissão de dados, mas não é prática para transferir quantidades úteis de energia elétrica com o objetivo, por exemplo, de carregar dispositivos elétricos.

[…] Além disso, tais esquemas podem representar perigos para objetos ou pessoas que cruzam ou atravessam o feixe quando quantidades modestas ou elevadas de energia estão sendo transmitidas.

Para dar um peso maior a esse argumento, a pesquisa ainda se debruça sobre uma patente de 2013, que já pode ter evoluído bastante desde então e pode indicar que a Apple estaria optando por um carregador indutivo doméstico em vez de ondas de rádio.

Patente carregamento por indução

Outro argumento usado foi que a Apple estaria contando com a ajuda da Lite-On Semiconductor para fornecer chips para os próximos iPhones, os quais possibilitariam um carregamento mais rápido por indução.

E, ao contrário do que foi sugerido por Ming-Chi Kuo, a suposta carcaça completamente de vidro do “iPhone 8” não seria para facilitar o carregamento sem fio e sem contato, mas uma evidência de que a Maçã estaria planejando utilizar o carregamento sem fio por indução.

Uma grande erro de blogs de tecnologia e investidores da WATT é que a mudança da Apple para uma carcaça de vidro de nenhuma forma confirma a inclusão da tecnologia de carregamento da WATT. Isto é ridículo. A eficácia do carregamento sem fio RF (tecnologia WATT) não é afetada por carcaças de alumínio ou plástico.

As patentes da Apple ainda mostram um conceito de carregamento com vários objetos que poderiam fornecer energia, como um tampo de mesa com uma bobina de carregamento embutida, uma estação de carregamento desktop ou até mesmo um computador desktop ou notebook; todos poderiam carregar tanto iPhones quanto iPads. Inclusive, como ilustra a imagem abaixo, os dispositivos poderiam até compartilhar energia entre eles.

Patente carregamento por indução

Apesar das teorias, a Copperfield Research não ignora que possa existir uma parceria da Maçã com a Energous, porém com o intuito de pesquisar sobre carregamento sem fio por ondas de rádio; mesmo assim, bate na tecla de que há um panorama “esmagadoramente conclusivo” de que a tecnologia usada no “iPhone 8” será a de carregamento doméstico por indução.

Como sabemos, uma empresa ter uma patente não significa necessariamente que nós veremos algo do tipo em um futuro próximo. Principalmente se formos analisar que, se a tecnologia funcionar como vimos na primeira imagem acima, onde alguém descansaria as mãos no MacBook? De qualquer maneira, as duas opções parecem melhor do que milhares de fios espalhados por todos os lugares.

[via MacRumors]

ver Mac Magazine
#rumores
#rumor
#carregamento
#carregar
#sem fio
#indução
#iphone 8
#patente
#energous
#sem contato