Janot pede urgência para Lava Jato e Cármen Lúcia, do STF, delibera sobre delação

Photo of Janot pede urgência para Lava Jato e Cármen Lúcia, do STF, delibera sobre delação
Facebook
VKontakte
share_fav

O recesso do Judiciário ainda não acabou, mas ao menos em um gabinete do Supremo Tribunal Federal, o da presidenta da corte, Cármen Lúcia, a segunda-feira parecia ser mais dia um qualquer de trabalho. Com a estratégica missão de definir o novo relator da Operação Lava Jato em substituição a Teori Zavascki, morto em um acidente de avião no último dia 19, a presidenta do STF esteve quase todo o expediente conversando com seus colegas de tribunal. Falou também com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, além de vários assessores. Um dos consultados foi o juiz que faz parte da espécie de força-tarefa montada por Zavascki para se debruçar sobre as 77 delações, ainda não homologadas, dos executivos e funcionários da empreiteira Odebrecht. Depois desta conversa, ela decidiu autorizar que os três magistrados que trabalhavam com o ministro continuassem o trabalho na operação até que um novo relator fosse indicado. Mas, mais do que falar, Cármen queria ouvir antes de anunciar a decisão que tanto se espera dela.

ver El País
#agu
#justiça federal
#ministérios
#ministério justiça