Com discurso de ódio, quem cumpre a lei virou progressista, diz Valois

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Segurança Pública
Jornal GGN - Luís Carlos Valois, juiz da Vara de Execução Penal de Manaus que ganhou destaque após o massacre do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), acredita que discurso de ódio fez com que o cumprimento da lei se tornasse irrelevante.
“Esse discurso, um discurso pró-violação da lei, faz com que as pessoas que sejam legalistas aparentem ser progressistas, de esquerda. Cumprir a lei hoje em dia é perigoso”, afirma o magistrado, em entrevista para o Conjur.
Valois também diz que o caminho para resolver a crise nos presídios passa pela regulamentação do uso e da venda de drogas no país, além de sustentar a ineficácia da prisão e ser contrário à administração privada de presídios.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#segurança pública
#manaus
#luis carlos valois
#massacre em manaus
#crise no sistema penitenciário