O massacre no Amazonas e as prisões privatizadas: o lucro como alma do negócio

Photo of O massacre no Amazonas e as prisões privatizadas: o lucro como alma do negócio
Facebook
VKontakte
share_fav

Ao abrir de 2017, a sociedade brasileira foi surpreendida pelas trágicas e preocupantes rebeliões ocorridas no Complexo Prisional Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, em que 56 pessoas foram executadas e 87 presos empreenderam fuga. O fato eclodiu pela rivalidade entre integrantes do grupo Família do Norte e do Primeiro Comando da Capital (PCC). Com exceção do massacre do Carandiru, ocorrido em 1992, a carnificina no Compaj é considerada a maior já presenciada em presídios no Brasil.

ver El País
#segurança penitenciária
#centros penitenciários
#regime penitenciário
#sentenças condenatórias
#julgamentos
#manaus
#estado do amazonas
#motins
#pena prisão
#violência prisional
#ministério justiça