Autor da chacina em Campinas expõe ódio a mulheres, a quem chama de “vadias”

Photo of Autor da chacina em Campinas expõe ódio a mulheres, a quem chama de “vadias”
Facebook
VKontakte
share_fav

Em cartas e áudios deixados pelo atirador, ele justifica os doze assassinatos ao dizer que buscava vingança por ter perdido a guarda do filho Victor depois de ser denunciado por abuso sexual contra a criança. A denúncia, feita por Isamara, estava sob investigação da polícia. No material, publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, Araújo sustenta um discurso de ódio repleto de misoginia, em que trata a ex-mulher e todas as mulheres da família por “vadias”. “Eu tentei pegar a vadia no almoço do Natal e dia da minha visita, assim pegaria o máximo de vadias da família, mas como não tenho prática não consegui”, disse em uma das cartas. Nesta segunda-feira, um velório e enterro coletivo aconteceu em Campinas.

ver El País
#estado são paulo
#violência masculina
#violência gênero
#sexismo
#direitos mulher
#relações gênero
#machismo
#maus-tratos mulheres
#maus-tratos
#integridade pessoal
#lei maria da penha
#campinas