Política industrial e de inovação: o avanço fugaz dos últimos anos, por Paula Quental

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Inovação

Nos anos Lula e Dilma, o Brasil desenvolveu políticas de inovação com potencial para começar a reduzir a distância que separa a nossa economia da de países mais avançados, como mostra estudo de Glauco Arbix. Uma promessa que se esvai com as atuais medidas de austeridade

do Brasil Debate

Política industrial e de inovação: o avanço fugaz dos últimos anos

por Paula Quental

A grave crise em que o Brasil está submerso, para a qual o atual governo só oferece como solução cortes de gastos e mais austeridade, pode enterrar a jovem política industrial com foco em inovação que começou a avançar no país a partir de 2003. Tal política, ou conjunto de políticas, tinha como objetivo reduzir a distância que separa a economia brasileira dos países desenvolvidos e das práticas industriais mais avançadas.

E é justamente em tempos de crise que investimentos em tecnologia e inovação não devem cessar, por serem ativos estratégicos que podem impulsionar e sustentar o crescimento, defende Glauco Arbix, professor Titular do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo e pesquisador do Observatório da Inovação do Instituto de Estudos Avançados – USP.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#inovação
#política industrial
#avanço