Apple perde dois processos, de violação de patentes e desrespeito a leis trabalhistas, e deverá desembolsar mais de US$9 milhões

Photo of Apple perde dois processos, de violação de patentes e desrespeito a leis trabalhistas, e deverá desembolsar mais de US$9 milhões
Facebook
VKontakte
share_fav
Tim Cook na Apple Retail Store - Infinite Loop

Realmente, os tempos não são os mais propícios para a Apple. Nos últimos dias, duas decisões judiciais determinaram que a Maçã deverá desembolsar algo em torno de US$9 milhões em conjunto — mesmo que tal valor não passe de um troco considerando os mais de US$200 bilhões em caixa da empresa, perder dinheiro nunca será algo comemorado por uma empresa capitalista, não é mesmo?

Tim Cook na Apple Retail Store - Infinite Loop

Imagem: CNET.

O primeiro dos casos tem a ver com uma acusação de violação de patentes. A Core Wireless Licensing, empresa detentora de mais de 2.000 registros intelectuais relacionados a tecnologias sem fio (algumas delas, inclusive, originárias da Nokia), venceu uma disputa judicial em que acusava a Apple de violar patentes ligadas a tecnologias fundamentais de celular e de economia de bateria nos iPhones e iPads com conexão móvel.

Um júri federal do norte da Califórnia determinou que a empresa deverá receber US$7,3 milhões em danos da Apple, mas a Maçã deverá recorrer da decisão — então esta é uma novela que certamente ainda verá novos capítulos.

Ainda no estado natal da Apple, a empresa perdeu uma ação trabalhista coletiva em San Diego. Lá, ex-empregados de lojas acusaram a Maçã de desrespeitar os tempos de descanso e alimentação exigidos pelo Estado por mais de quatro anos, além de atrasar as indenizações e últimos salários após demissões.

O processo foi movido inicialmente em 2011 e transformou-se numa ação coletiva em 2014. Agora, foi determinado que a Apple deverá pagar US$2 milhões ao fundo criado pelos ex-empregados — quantia esta que significará um pagamento de aproximadamente US$95 para cada um dos atingidos (ainda menos menos após os encargos e despesas com advogados).

Momento propício para mais uma das Críticas Sociais de Bruno Santana®: que mundo é esse onde um processo de patentes obriga uma empresa a pagar US$7 milhões enquanto uma ação trabalhista envolvendo desrespeito aos direitos fundamentais do trabalhador resulta num pagamento de menos de US$100 a cada vítima prejudicada? Vamos falar de inversão de valores.

A Apple não comentou os casos, como é de costume nas decisões judiciais envolvendo a empresa.

[via MacRumors]

ver Mac Magazine
#lei
#corte
#processo
#patente
#judicial
#propriedade
#trabalhista
#violação