O filme que uniu Daisy Ridley e uma INCRÍVEL garota mongol

Photo of O filme que uniu Daisy Ridley e uma INCRÍVEL garota mongol
Facebook
VKontakte
share_fav

Poucas vezes o mundo volta o olhar para a Mongólia, mas um documentário lançado recentemente nos Estados Unidos e na Europa está fazendo com que as pessoas se interessem cada vez mais pela cultura do país. Milhares de espectadores já foram ao cinema assistir ao filme, que se chama The Eagle Huntress (A Caçadora de Águias, em tradução original).

O longa é forte candidato à indicação ao Oscar de Melhor Documentário e conta a história de Aisholpan Nurgaiv, uma garota de 13 anos que domina a arte de treinar águias. A prática ancestral ainda é muito popular na Mongólia e as águias são usadas para caça em locais montanhosos. Essa é uma tradição passada de geração em geração, mas sempre entre homens. Aisholpan é a primeira mulher domadora em sua família e também a única na região onde mora.

Quem narra a história da garota é a atriz Daisy Ridley, a Rey de Star WarsO Despertar da Força, e foi ela mesma quem se dispôs a ajudar o diretor Otto Bell, depois de ter assistido às cenas do filme. “Eu fiquei extasiada, então eu telefonei ao Otto e disse ‘como posso ajudar você?'”, contou ela em entrevista à BBC.

Curiosamente, o diretor e o produtor do documentário, Morgan Spurlock, já haviam comentado que Aisholpan era uma espécie de Rey da vida real e a parceria caiu como uma luva. Para Daisy, a garota mongol é fonte de inspiração e ela acredita que essa incrível história irá influenciar outras meninas ao redor do mundo.

Instagram Photo

Aisholpan é realmente inspiradora. As pessoas são muito amáveis e falam a meu respeito como um modelo a ser seguido, mas eu apenas interpreto personagens. Essa garota está quebrando uma disparidade de gênero que já dura centenas de anos e ela nem considera o que faz como algo grandioso. Eu acredito que esse filme irá influenciar muitas meninas”, comentou a britânica.

The Eagle Huntress ainda não tem data de estreia no Brasil, mas frente à repercussão do filme lá fora, ele provavelmente deve estrear por aqui nos próximos meses. Já estamos ansiosas!

Veja também
ver M de Mulher
#documentário
#histórias inspiradoras
#mulheres inspiradoras