O fim do mundo começou com dois ovos, por Sebastião Nunes

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Literatura

por Sebastião Nunes

O deus Ziriguidum botou dois ovos enormes, parecidos com qualquer outro, de galinha, avestruz ou sabiá. A única diferença é que tinham olhos e boca.

Chamavam-se Primeiro Ovo e Segundo Ovo.

O Primeiro Ovo foi botado na Cinelândia, mais ou menos no centro do Rio de Janeiro, mas não teve sorte o coitado: em menos de uma hora teve o celular roubado por um turista paulista, foi espancado por traficantes e, para completar a falta de sorte, levou um tiro de escopeta dado por um sargento que passava por ali e o confundiu com vários suspeitos de marginalato.

Era uma vez o Primeiro Ovo.

O Segundo Ovo foi botado na Avenida Paulista, mas ou menos no miolo de São Paulo, mas não teve sorte o coitado: em menos de uma hora teve o celular roubado por um executivo carioca e foi morto numa blitz por policiais que perseguiam a tiros alguns pivetes suspeitíssimos.

Era uma vez o Segundo Ovo.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#literatura
#área do colunista
#fim do mundo
#milícias
#cinelândia