Reforma trabalhista: nem leão, nem gazela, por Clemente Ganz Lúcio

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Trabalho

Nos anos 1990, dezenas de iniciativas legislativas desregularam direitos trabalhistas, criaram formas precárias de contrato de trabalho. A terceirização foi uma grande sacada e passou a ser uma maneira estrutural de reduzir custos, transferir riscos e fragilizar a ação sindical. É esse o movimento que agora retorna

do Brasil Debate

Reforma trabalhista: nem leão, nem gazela

por Clemente Ganz Lúcio

“Todas as manhãs, a gazela acorda sabendo que tem que correr mais veloz que o leão ou será morta. Todas as manhãs o leão acorda sabendo que deve correr mais rápido que a gazela ou morrerá de fome. Não importa se és um leão ou uma gazela: quando o Sol desponta o melhor é começares a correr.”

Provérbio africano.

As iniciativas de flexibilização da legislação trabalhista estão novamente na agenda prioritária dos empresários, do governo federal e do Congresso Nacional. Neste artigo, será feita breve reflexão sobre o sentido histórico desse movimento e os riscos que ele traz para o padrão civilizatório construído pela sociedade brasileira.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#movimento sindical
#área do colunista
#clt
#negociação