BID pede mais integração à América Latina contra um ambiente “desafiador”

Facebook
VKontakte
share_fav

O motor econômico da América Latina desligou. Após a derrubada do superciclo de matérias-primas em 2009, veio em 2014 uma segunda fase de contração do comércio internacional, com uma queda nos preços e no volume de exportações da região. O cenário recessivo pega a América Latina mal preparada e mais vulnerável. O auge exportador do início do século foi consequência dos preços, e a atual oferta exportável não responde às necessidades do mercado. A única saída para a região é diversificar a matriz produtiva e alcançar uma maior integração – o melhor caminho para neutralizar qualquer tentação protecionista. Esse foi o panorama descrito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Monitor de Comércio e Integração 2016, um relatório de 80 páginas apresentado em Buenos Aires. “A América Latina deve ligar seus motores (...). O ambiente político tornou-se mais desafiador, não apenas pelas mudanças nos Estados Unidos, mas também na Europa”, afirmou o italiano Paolo Giordano, coordenador do estudo, em alusão à vitória de Donald Trump.

Seguir leyendo.

ver El País
#relações exteriores
#comércio internacional
#organizações internacionais
#bid
#comércio livre