Magizoologia aplicada

Photo of Filme é, ao mesmo tempo, prequela e ‘spin-off’ da saga original sugerida pelo livro homônimo, no qual a escritora imaginou seus próprios animais
Facebook
VKontakte
share_fav

O fato de que pelo menos dois dos livros utilizados no Colégio Hogwarts de Magia existem nas livrarias é um bom indício da obsessiva implicação de J.K. Rowling na construção de seu rico e complexo universo imaginário. E também do potencial desse universo para se expandir abrindo notas firmes e fortes no formato de novos labirintos. Se toda poção mágica parte da perfeita mistura de materiais heterogêneos, a saga Harry Potter definiu seu poder de feitiço coletivo na harmonia entre o velho (a tradição britânica de literatura juvenil, os jogos de palavras de Lewis Carroll, o humor pitoresco) e o novo (uma arquitetura narrativa em diálogo em pé de igualdade com as possibilidades da nova cultura lúdica da área e dos videogames). Animais Fantásticos e Onde Habitam de David Yates é, ao mesmo tempo, prequela e spin-off da saga original sugerida pelo livro homônimo, no qual a escritora imagina seus próprios Jabberwockies, Snarks e Boojums para sistematizá-los em um tratado imaginário de magizoologia.

Seguir leyendo.

ver El País
#literatura
#literatura infantil
#harry potter
#crítica filmes
#crítica
#filmes
#literatura juvenil
#personagens ficção
#steven spielberg