Sala de visitas: a quem convém a política econômica de Temer?

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Na Sala de Visitas com Luis Nassif
E ainda: a capital que conseguiu reduzir a criminalidade pela metade, e o bandoneon de Martin Mirol
Jornal GGN – Nesta edição do Sala de visitas: os interesses de casta por trás da Selic, a capital do país que conseguiu reduzir a criminalidade pela metade, e o bandoneon de Martin Mirol.
O programa de hoje abre com a entrevista do professor titular do Instituto de Economia da Unicamp, Fernando Nogueira da Costa que avalia os pontos preocupantes da política econômica de Temer, e mais ainda, porque é tão nociva a insistência do Brasil de manter sua taxa de juros tão elevada. Nogueira destaca que, atualmente, três quartos do déficit nominal brasileiro são decorrentes do pagamento de juros, algo em torno de R$ 500 bilhões todos os anos.
O professor da Unicamp destaca que o Brasil vive hoje a maior depressão econômica de toda sua história que não decorre de princípios puramente econômicos, mas sim pela crise política e interesses de castas que trabalham incessantemente para manter a ideia de que a solução está na manutenção da maior taxa de juros do planeta. Há anos Nogueira acompanha o enriquecimento dos chamados private banking, grupo de cerca de 111 mil investidores brasileiros que se destacam no sistema bancário pelo seu alto poder aquisitivo. Segundo o professor em um semestre cada investidor desse grupo ganhou cerca de meio milhão, graças aos juros mantidos no país.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#alagoas
#juros
#na sala de visitas com luis nassif
#destaque box miscelânea
#maceió
#pec 55
#econômica
#fernando nogueira da costa
#private banking
#renan filho