Lady Gaga diz que ser mulher hoje é ser uma guerreira em carta aberta

Facebook
VKontakte
share_fav
Lady Gaga

Harper?s Bazaar

Leia aqui!

Lady Gaga renovou o lacre mais uma vez! Lady Gaga, que protestou em Nova York após vitória de Donald Trump, escreveu um texto emocionante sobre as mulheres, incluindo as da sua família, para a nova edição da revista Harper’s Bazaar norte-americana. Tombou!

MUSICAL NASCE UMA ESTRELA, COM LADY GAGA, GANHA DATA PARA CHEGAR AOS CINEMAS

A cantora começou o texto dizendo que cresceu ouvindo que era uma rebelde, mas que, aos poucos, começou a pensar de outra forma. “Por muito tempo, eu carregava uma vergonha comigo. Eu sou uma católica italiana – eu cresci com muita culpa. Mas eu comecei a perceber que a minha rebeldia, se você preferir assim, é algo que foi passado para mim por uma longa linhagem de pessoas duras – e mulheres duras – em minha família. Minha mãe e minhas avós são, sem dúvidas, as forças femininas mais poderosas da minha vida“, contou Gaga.

LADY GAGA É A CANTORA COM O MAIOR NÚMERO DE VITÓRIAS NO EMA

A família do meu pai veio da Itália através de Ellis Island. Eles moravam em New Jersey. Meu avô era sapateiro e a mãe do meu pai trabalhava com ele quando não estava em casa com seus filhos. Eles tiveram dois filhos. Eles perderam um deles – a irmã de meu pai, Joanne, cujo eu nomeei [o CD] depois. Joanne morreu quando ela tinha 19 anos. Eu chamei o meu álbum de Joanne porque a presença de Joanne sempre foi importante para mim“, revelou a cantora sobre a inspiração do seu novo álbum.

LADY GAGA ARRASA CANTANDO PERFECT ILLUSION EM KARAOKÊ NO CARRO

Joanne morreu de Lúpus, que é uma doença autoimune, e pelo que sei da história da minha família, uma das razões que a doença pode ter piorada foi pelo fato de ela ter sido agredida na faculdade. Ela foi violentada sexualmente e apalpada. Joanne faleceu em 1974, 12 anos antes de eu nascer“, relatou Gaga. “Eu aprendi sobre ela principalmente sobre histórias e fotos. Mas, eu também aprendi sobre ela com a raiva do meu pai e vê-lo tomar um drinque todas as noites, e por ver os meus avós chorarem na mesa de jantar de Natal, quando era claro que havia um assento vazio que eles queriam preencher“.

LADY GAGA CANTA A-YO E MILLION REASONS EM PROGRAMA DE TV

Ser uma dama hoje significa ser uma lutadora. Significa ser uma sobrevivente. Significa ser vulnerável e reconhecer a sua vergonha ou sua tristeza ou sua raiva. É preciso muita força para fazer isso. Antes de fazer Joanne, dei um tempo. Fiz música com Tony Bennett. Eu fiz Til It Happens to You, com Diane Warren. Mas, eu fui capaz de deixar de trabalhar tanto quanto eu fazia, o que era bastante abusivo para o meu corpo e minha mente, e ter algum silêncio e espaço“, disse Gaga, que, logo depois, também falou da fama.

LADY GAGA E SEU PAI FAZEM TATUAGEM EM HOMENAGEM À SUA TIA JOANNE

A fama é a melhor droga que já existiu. Mas assim que você percebe quem você é e com o que você se importa, essa necessidade de ter mais, mais e mais, simplesmente desaparece. O que importa é que eu tenho uma grande família, trabalho duro, cuido daqueles que me rodeiam, procuro empregos para as pessoas que eu amo muito e faço músicas que eu espero que passe uma boa mensagem ao mundo […] Eu quero ser alguém que está lutando pelo que é verdade – não por mais atenção, mais fama e mais elogios“, completou a cantora.

Harper?s Bazaar

[scrollGallery id=6275 start=5 autoScroll=false thumbsdown=true]

ver E! Online Brasil
#lady gaga
#lady gaga joanne
#lady gaga 2016
#lady gaga bad romance
#lady gaga facebook
#lady gaga instagram
#lady gaga perfect illusion
#lady gaga twitter
#lady gaga músicas
#lady gaga harpers bazaar
#lady gaga mulheres
#lady gaga polêmicas
#lady gaga snapchat