“Tomara que você morra!” Mensagens que fazem da Internet um lugar sinistro

Photo of “Tomara que você morra!” Mensagens que fazem da Internet um lugar sinistro
Facebook
VKontakte
share_fav

Ángela usava a rede social Twitter há seis anos antes do incidente. A técnica em biologia estava muito satisfeita com a ferramenta por meio da qual se informava, se entretinha, opinava... Mas nunca, até outubro deste ano, tinha provado o sabor amargo da Internet. Tudo aconteceu depois do recente anúncio dos ganhadores dos prêmios Nobel. Ángela apenas aportou um dado: “Os Prêmios Nobel deste ano reconheceram o trabalho de sete cientistas, dois economistas, um político e um músico. Onze prêmios = zero mulheres”. Depois de clicar no botão para tuitar, ela entrou numa sala de cinema para ver um documentário. Quando o filme terminou e Ángela ligou o celular, sua conta, com mais de 4.000 seguidores, estava em chamas. Entre as notificações havia ameaças de morte e estupro, brincadeiras machistas (“darão um Nobel a uma mulher quando inventarem a categoria da vassoura”) e imagens intimidadoras. Dezenas, centenas delas, publicadas anonimamente para uma grande massa (o Twitter possui 500 milhões de usuários). A jovem, preocupada, fotografou cada uma das mensagens e imprimiu as mais inquietantes. Com umas dez páginas em mãos, se dirigiu a uma delegacia para registrar uma denúncia. “O policial que me atendeu não me dava crédito”, contou Ángela ao EL PAÍS. O caso agora está sendo investigado, e a jovem não abandonou o Twitter: “Seria deixar esse grupo de indesejáveis vencer”.

Seguir leyendo.

ver El País
#redes sociais